terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Somos todos iguais

Richard Jakubaszko

Todo homem, seja asiático, australiano, europeu ou americano, possui 4,5 metros quadrados de pele, 100 órgãos, 450 músculos motores, 211 ossos, 950 quilômetros de tubos (veias e artérias, sistemas digestivo e urinário), 100.000 quilômetros de fibras nervosas, 5 litros de sangue, 60 trilhões de células, etc.
Três genes são fundamentais no ser humano. O primeiro, responsável pelo tipo sanguíneo, é o sistema ABO. O outro, o do fator Rhesus, determina o Rh positivo e negativo. Quanto ao terceiro, o Gm, é o gene que produz a imunoglobulina, substância essencial para o sistema imunológico. Tais genes se encontram em centenas de grupos étnicos. E os pesquisadores são taxativos: descartam a possibilidade de existirem genes “brancos”, “negros” ou “amarelos”, como se acreditava até há pouco.

“Nenhuma população se isolou por um tempo suficiente para se constituir como uma raça completamente diferenciada”, garantem pesquisadores geneticistas.

Em bom português: quer se acredite num Criador, ou não, todos nós possuímos um mesmíssimo ancestral. Não somos diferentes, somos todos iguais. O que nos torna "diferentes" é o "ter", e o quanto temos...
.

Um comentário:

  1. Fernando Penteado Cardoso23 de janeiro de 2013 21:00

    Só que alguns são mais "iguais" doque outros.

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.