terça-feira, 2 de abril de 2013

Imbecilidades & idiossincrasias III

Richard Jakubaszko
Muitas imbecilidades de uma só vez

1 - As portas giratórias dos bancos, para evitar a entrada de assaltantes armados. Na verdade, só atrapalham a vida de todos. Não entro mais em bancos, pago todas as minhas despesas pela internet. Uso caixa eletrônico, se necessário, e sou feliz por isso.
 

2 – As fiscalizações da Polícia Federal nos aeroportos, em que as pessoas são obrigadas a tirar até mesmo cintos e sapatos, algumas precisam tirar até próteses especiais, porque a neurose de alguns policiais em aeroportos é mais acentuada do que a de policiais de outros aeroportos. A mesma coisa num aeroporto pode, noutro não. Então, é uma questão de critério pessoal de cada supervisor, e isso precisaria ser fiscalizado, regulamentado, normatizado, afrouxado, do jeito que está não dá, é impossível sobreviver sem sobressaltos, a qualidade de vida e a saúde vai para o brejo... 
Vou ficando, cada vez mais, altamente sociofóbico.

Num desses embarques tive de deixar para trás o isqueiro Bic tamanho grande, se fosse do pequeno passaria sem problemas... Noutro tive de jogar fora o xampu, porque excedia os 100 ml de líquido permitido na bagagem de mão... Ah! Esqueci de dizer, o xampu era de 220 ml e estava com menos da metade, uns 60 ou 70 ml, talvez, mas não podia, não valia o conteúdo real, e sim o que estava escrito na embalagem...

Ah! Como disse um dia Albert Einstein, existem duas certezas científicas: uma é a característica infinita do universo, e a outra é a imbecilidade humana. Mas ele tinha comprovadas dúvidas sobre o infinito universal...

É medíocre o aluno que estuda e se esforça apenas para obter a nota mínima exigida para passar de ano. É medíocre o estudante de pós-graduação que comparece às aulas para obter média de frequência, desinteressado, pois seu único objetivo é alcançar o certificado de conclusão do curso para engrossar o currículo. É medíocre e imbecil o trabalhador que, lacônica e covardemente, apenas cumpre ordens, destituindo-se de um mínimo de bom senso e flexibilidade, como nos casos acima relatados.

Estimulemos os medíocres a abandonarem a zona de conforto do cumprir ordens, para que se tornem pessoas especiais, comprometidas e engajadas, participantes, capazes de fazer não apenas o possível, mas de entregarem o seu melhor.

.

2 comentários:

  1. Fernando Cardoso2 de abril de 2013 19:21

    Parabéns por seu artigo de hoje, principalmente ao mencionar "entregarem o seu melhor”.
    Eu residia nos EUA em 1939 e alguém me perguntou:" como são os americanos? como se explica seu progresso?” Pensei, repensei e respondi: "aqui todo o mundo dá o melhor de si, mesmo nas tarefas mais modestas".
    Passaram-se 74 anos e hoje eu responderia: "é um país onde todos entregam o seu melhor".
    Efusivas felicitações com cordial abraço.

    ResponderExcluir
  2. Mestre, essa história de "entregar o seu melhor", foi um mantra repetido em consultórios de terapias, em cursos e palestras, em livros de auto-ajuda, do final dos anos 1990 até o início desde milênio. Talvez tenha se desgastado pelo excesso de uso. Fiquei até relutante em usar, usei porque li em algum lugar, achei apropriado, e repeti, mas eu mesmo não me convenci de que terá efeito. Acho que isso de "entregar o seu melhor" deveria se começar a ensinar logo que as pessoas saiam dos berços, depois não tem mais conserto...
    Efusivas felicitações sou em quem lhe envia, pois o Senhor continua a "entregar o seu melhor" com 98 primaveras e meia! Invejável!

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.