sexta-feira, 31 de maio de 2013

Se patrões e empregados reclamam juntos, algo vai mal...

Richard Jakubaszko 
Não dá para entender quando patrões e empregados reclamam em uníssono contra decisões do governo. Estarão aplicando remédio errado ou em dose inadequada ao doente, que apresenta sintomas de inflação renitente?

A Fiesp, Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, considerou que o novo aumento da taxa básica de juros (Selic), em 0,5 ponto percentual, de 7,5% para 8% ao ano, anunciado na noite de quarta-feira (29) pelo Banco Central, reduzirá a capacidade de crescimento da economia brasileira.

“É preciso quebrar paradigmas, o Brasil precisa de um choque de competitividade, investimento e produção, e não da mesmice do aumento de juros”, disse o presidente da Fiesp, Paulo Skaf que usou como argumento o baixo desempenho da economia no primeiro trimestre.

Segundo Skaf, a divulgação de que nos primeiros 3 primeiros meses do ano a expansão do PIB - Produto Interno Bruto, foi de apenas 0,6% fez com que a Fiesp revisasse a previsão de crescimento para o ano de 2,5% para 2%.

A Força Sindical também desaprovou e criticou o aumento da Selic. “A decisão acende o sinal de alerta para os trabalhadores porque, embora os índices mostrem bom nível de emprego, elevar a taxa Selic contribuirá para a redução de investimentos no setor produtivo, obrigando o governo a pagar mais juros para investidores. A consequência será menos recursos para investir em programas sociais”, diz o comunicado assinado pelo presidente da central sindical, Paulo Pereira da Silva.


O que é que de fato acontece? O Governo Federal acredita que elevar para 8% a.a. a Selic vai reduzir a inflação? Parece piada, se a gente acreditar nisso. Ou a decisão é para contentar a mídia, porta-voz do mercado e dos bancos? O Governo Federal encontra-se refém dos oligopólios?
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.