sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Plantio direto em xeque

Richard Jakubaszko     
Clique na capa da revista
para ler o conteúdo.
Carta ao leitor / editorial:
Desde sempre, entendemos que os produtores rurais estão no negócio de produzir alimentos para ganhar dinheiro. Assim, deixemos de lado ilusões politicamente corretas ou fantasias idílicas sobre a suposta e santíssima atividade missionária de agricultores para salvar o mundo da fome.

O reconhecimento dessa assertiva por parte dos produtores rurais brasileiros é necessário para que se possa desmistificar uma verdade intangível aos olhos da sociedade urbana e do próprio governo quanto à importância e ao notável nível de profissionalização e competência técnica dos ruralistas brasileiros, diante da próxima safra de grãos, que ameaça atingir 195 milhões de toneladas.

Entretanto, reconheçamos que agricultores – e também pesquisadores, bem como todos os seres humanos, erram sim, no individual e no coletivo. Erram feio ao se distrair com questões mundanas e ao não prestar a devida atenção ao seu próprio negócio, ao não dar importância ao maior valor de qualquer atividade produtiva, que é a informação. Informação pertinente e relevante como vimos publicando na Agro DBO pode anular o maior perigo para a sobrevivência dos produtores rurais, por tirá-los da distração e da desinformação.

Posto isto, como um alerta, é fundamental a leitura da matéria de capa desta edição, “Plantio direto em xeque”, do jornalista José Maria Tomazela, e ainda da reportagem “A crise anunciada”, do jornalista Ariosto Mesquita, sobre os erros cometidos com a Helicoverpa, para que os produtores deixem “cair a ficha”, como se diz no jargão popular, daquilo que estão fazendo de errado em prejuízo do seu próprio negócio e da atividade de produzir alimentos. As duas matérias exibem a crueza das péssimas consequências do que se está fazendo de errado com a agricultura brasileira, desvirtuadas pelo objetivo humano de ter lucros, apesar de justos. Erros que comprometem as gerações futuras ao atropelar a sobrevivência econômica dos produtores de hoje.

Negligenciar informação é uma espécie de suicídio empresarial. Portanto, agricultor, leia Agro DBO, revista editada para ser a sua referência na agricultura e na produção de alimentos, pois quem precisa ser sustentável é o produtor. O resto é consequência: www.agrodbo.com.br
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.