sábado, 30 de agosto de 2014

Nota do PSB mostra quem é Marina

Richard Jakubaszko 
Carinho do pastor-pitbull.
Saiu hoje uma nota do PSB, que retira do programa de governo de Marina Silva a ideia de apoiar o desenvolvimento da energia nuclear. Ao mesmo tempo, cedeu a uma ameaça do pastor Malafaia na internet, e retirou também do programa a proposta de apoiar as campanhas dos gays para o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Ou seja, Marina ainda nem chegou lá, e já mostra como seriam suas "decisões presidenciais". Primeiro, ela manda ver. Se alguém critica, ela volta atrás...

Na campanha de 2010 ela se disse contra a energia nuclear (aliás, a única coisa que concordo com ela...), mas parece que seus financiadores pediram, e ela incluiu o apoio a essa aberração no programa. Com críticas que deve ter recebido, agora retirou do programa a proposta.
Para quem não sabe, Roberto Amaral, atual presidente do PSB, é um apoiador do programa de energia nuclear.

Também na campanha de 2010, Marina afirmou que era contra o casamento entre gays. Como foi criticada, incluiu a ideia na proposta de programa, mas aí apareceu o Malafaia, e ela voltou atrás, de novo... 
Êita! Mas se a turma do LGBTs pressionar, a Marina volta atrás, quer apostar?

Abaixo a nota do PSB:

Nota oficial do PSB: (os grifos em negrito são do blogueiro)
Lamentavelmente, por erro de revisão, na página 144, do Programa de Governo da Coligação Unidos pelo Brasil, o programa de energia nuclear foi citado como um dos que merecem atenção para aperfeiçoamento e aumento de sua presença na matriz energética do país.

Os princípios que vão regular a expansão da produção de energia para o desenvolvimento sustentável do país no governo Marina Silva-Beto Albuquerque são os que estão listados na pág. 65, em especial o item 3 -"realinhamento da política energética para focar nas fontes renováveis e sustentáveis, tanto no setor elétrico como na política de combustíveis, com especial ênfase nas fontes renováveis modernas (solar, eólica, de biomassa, geotermal, das marés, dos biocombustíveis de segunda geração)".
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.