sábado, 15 de novembro de 2014

Água limpa e barata, em Nova York.

Richard Jakubaszko 
O programa de TV Globo Rural, em 2010, mostrou como funciona o sistema de abastecimento de água na cidade de Nova York: produtores rurais são remunerados para cuidarem das fontes de água. Vale a pena assistir ao vídeo:

http://www.editoraufv.com.br/produto/1591072/marketing-da-terra
Clique na capa do livro
Em meu livro Marketing da Terra, de 2005 (Editora UFV - Univ. Federal de Viçosa, MG), há um capítulo sobre a importância do meio ambiente no futuro da agropecuária. Foi escrito pelos pesquisadores Ariovaldo Luchiari e Paulo Kitamura (in memorian), como exemplo de agregação de valor à atividade rural. Que eu saiba, pelo menos no Brasil, foi a primeira vez que se debateu sobre o produtor rural como "produtor de água", com a sugestão de se remunerar os produtores por esses serviços prestados às populações urbanas. Houve, de lá pra cá, raríssimos exemplos implementados, e a cidade de Extrema (MG), na fronteira com São Paulo, é um dos únicos locais no Brasil onde já tive notícias de empreitadas bem sucedidas nesse sentido.

Com os problemas decorrentes da superpopulação planetária, e da concentração urbana da grande metrópole paulistana, hoje perto dos 20 milhões de habitantes (considerando Campinas, o ABC e Santos), se nada for feito pelo abstecimento da água, definitivamente iremos ao caos.
O vídeo e o texto acima valem como pensata.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.