sexta-feira, 7 de novembro de 2014

São Pedro, rogai por nós.

Richard Jakubaszko
A maior seca dos últimos 123 anos preocupa os agricultores paulistas, conforme a reportagem de capa desta edição da Agro DBO, “Paisagem paulista”, do jornalista Benê Cavechini, e também os agricultores do Sudeste e Centro-Oeste, no relato “Máquinas paradas”, da repórter Marianna Peres. Pois a falta de chuvas, que já trouxe prejuízos aos paulistas, paralisou em outubro o início do plantio da safra de verão na região central do país.

Os climatologistas indicam que o mês de outubro, que já deveria ter dado início à chamada estação das águas, teve precipitações muito abaixo da média, agravando a situação em São Paulo, e provocou o atraso no plantio da próxima safra de grãos, mas isso poderá trazer ainda reflexos para o cultivo da segunda safra nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além de ter colocado a região da grande São Paulo (com população de mais de 20 milhões de pessoas) na dramática iminência de falta de água potável.

Agro DBO se junta às orações dos produtores rurais, eis que não existem alternativas, para que as chuvas retornem o mais breve possível.

Ensejamos orações para que, quando esta edição começar a circular, na primeira semana de novembro, já estejamos comemorando as primeiras chuvas, conforme previsão dos modelos climáticos dos meteorologistas.

Nos derradeiros momentos do fechamento desta edição Dilma Rousseff foi reeleita para mais quatro anos. Esperamos que continue a dar atenção aos nossos produtores de alimentos. Que a boa política agrícola se mantenha e que o seguro agrícola receba melhoramentos; mais ainda, que a logística e transporte no Brasil-Central possam melhorar, de forma urgente.

Independentemente da seca e da presidência, uma questão política de alto interesse dos produtores rurais brasileiros será a nova Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), cujos integrantes formarão a maior bancada suprapartidária do Congresso Nacional. O número de parlamentares ruralistas aumentará em mais de 30% na próxima legislatura.

A FPA contava até 2014 com 203 deputados e senadores, deve ultrapassar os 270, e já tem prioridade: aprovar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215/2000, que transfere para o Congresso Nacional a decisão sobre a demarcação de terras indígenas. Para conhecer em detalhes esses e outros planos da FPA, Agro DBO entrevistou seu atual presidente, o deputado federal gaúcho Luís Carlos Heinze (PP/RS).

Que venham as chuvas.

E quem desejar ler a revista por inteiro, está em www.agrodbo.com.br 

Abaixo vídeo que gravei sobre a Agro DBO de novembro e que destaca algumas de suas matérias na edição.


.

Um comentário:

  1. Simplesmente desconhecem ou estão coniventes com a evidente ação da Nefasta Geoengenharia Climática Internacional... jatos que cruzam a milhares de km de altura e próprios avioes da Embraer despejando toneladas de quimica para realizar evaporação forçada, secando fontes e atacando depósitos de água, forçando secas ONDE QUER e tempestades ONDE QUER, de acordo com as massas de ar e correntes atmosféricas. A Estação X foi idealizada em Araraquara, e conta com algumas poucas sedes pelos estados do Brasil, luta sozinha contra o titã da Geoengenharia Climática, que deve ter seus parceiros junto ao ministério da agricultura e do meio ambiente para invadir tão impunemente o espaço aéreo brasileiro.

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.