sábado, 16 de maio de 2015

Tesla lança bateria que mudará estrutura energética do mundo

Richard Jakubaszko

Pioneira dos carros elétricos, a Tesla revelou uma bateria para casas que o fundador da empresa, o norte-americano Elon Musk, garantiu que vai ajudar a mudar a "infraestrutura energética de todo o mundo".

Na foto o norte-americano Elon Musk, CEO da Tesla, apresenta a bateria para casas Tesla Powerwall.

A bateria Tesla Powerwall pode armazenar energia a partir de painéis solares, da rede elétrica à noite - quando é mais econômica - e proporciona um backup seguro em caso de uma queda de energia.

Na teoria, o dispositivo, que se encaixaria na parede da garagem de uma casa, pode tornar as casas completamente independentes da energia elétrica tradicional, usando apenas energia solar.

"O objetivo é completar a transformação da infraestrutura de energia do mundo inteiro para conseguirmos o 'carbono zero' sustentável", disse Musk a repórteres, antes de revelar na quinta-feira o Powerwall em um armazém nos arredores de Los Angeles.

Exemplos do dispositivo "sleak", disponível em várias cores, foram alinhados em um lado do corredor. "Parece uma bela escultura na parede", apontou Musk.

Toda a energia da apresentação - ansiosamente aguardada por centenas de meios de comunicação e representantes do mundo tecnológico - veio da nova bateria, conectada a painéis solares no telhado, disse o fundador da Tesla.

O dispositivo, que vai custar 3.500 dólares, estará inicialmente à venda nos Estados Unidos ainda este ano, mas o objetivo é que ele chegue a mercados internacionais em 2016.

A Alemanha é vista como um mercado-chave para o produto, que tem 15,24 centímetros de espessura, 1,22 metros de altura e 91 cm de largura, já que o país europeu está entre os maiores receptores de energia solar do mundo, destacou Musk.

"Boom" para países pobres
Também poderia ser um grande "boom" para as regiões menos desenvolvidas, onde o fornecimento de eletricidade não é confiável, apesar da energia solar abundante.

Musk comparou o potencial desta situação com a maneira que a tecnologia celular tem se expandido.
"É semelhante à forma como o celular saltou em relação aos telefones fixos", afirmou ele. "Isso vai ser realmente grande para as comunidades mais pobres do mundo".
"Isso permite que a rede seja completamente desconectada", acrescentou.

Musk ressaltou que tirar as economias avançadas, como os Estados Unidos, da dependência dos combustíveis fósseis não sustentáveis ​​é um objetivo-chave. "Eu acho que, coletivamente, devemos fazer algo sobre isso (...), já que temos este fantástico reator de fusão no céu, chamado Sol".

O Powerwall vem em ciclos semanais de 10 quilowatts-hora (kWh) e em modelos de ciclos diários de 7 kWh, ambos garantidos por 10 anos e suficientes para abastecer a maioria das casas durante o horário de pico de consumo de energia no período da tarde.

Musk evitou responder à pergunta de se a Tesla Energy vai se tornar um negócio maior que a Tesla Motors, pelo qual ele é mais conhecido.

No ano passado, a Tesla anunciou a construção no estado norte-americano de Nevada da maior usina com bateria de lítio-íon no mundo, uma "megafábrica" de 5 bilhões de dólares em parceria com a gigante japonesa Panasonic.

A Tesla iniciará as operações, enquanto seu parceiro japonês fará baterias projetadas para a fábrica e investirá em equipamentos e máquinas, de acordo com uma declaração conjunta quando a "megafábrica" foi anunciada.

Embora a Tesla ainda produza relativamente poucos veículos elétricos, tornou-se a estrela do mercado pela alta demanda e sua reputação de alta qualidade.

Publicado no Yahoo: https://br.noticias.yahoo.com/tesla-apresenta-bateria-mudar%C3%A1-estrutura-energ%C3%A9tica-mundo-185536016--finance.html


COMENTÁRIOS DO BLOGUEIRO:
Tenho minhas dúvidas sobre o equipamento da Tesla. Os problemas clássicos da energia solar estão nas baterias que não conseguem acumular energia elétrica para fornecimento durante o período noturno. Se os acumuladores conseguem se recarregar à noite, através da energia elétrica das redes, o problema não foi solucionado, pois a fonte primária de energia elétrica deverá ser fóssil (carvão, ou diesel, ou nuclear, pois nos EUA e Europa eles não possuem rios que permitam hiroelétricas). E à noite precisa-se de energia elétrica nas residências e nas empresas que continuam funcionando à noite (hotéis, redes de TV, internet, restaurantes, cinemas, iluminação das ruas). Haveria portanto, apenas uma transferência de horário de consumo.
No caso, o sistema da Tesla, assim me parece pela leitura do texto, seria apenas um consumidor a mais a consumir energia elétrica no período noturno, já que durante o dia o consumo de energia elétrica nas residências é muito menor.
A energia solar somente vai decolar quando garantir, durante o dia, energia elétrica proveniente do sol, e também à noite, quando não há sol. O resto é enganação ou simples paliativo, que não soluciona nada.
Todo o resto é propaganda enganosa.
O que eu não quero, mesmo, é um reator nuclear a menos de 2.000 km de onde vivo e trabalho.
.

Um comentário:



  1. Richard,
    existe uma saida que nao depende de energia solar, eolica ou de hidrocarbonos. Tambem nao e' geotermica mas um novo sistema batizado de energia geomagmatica. Basicamente sao "powertubes" colocados na terra em profundidade suficiente para sentirem um diferencial de temperatura entre cerca de 100C a 175C, o suficiente para gerar energia eletrica em modelos de 1MW, 5MW e 10MW a um custo operacional baixissimo de US$0.02/KWh e custo de acquisicao de cerca de US$1m/MW. Funciona ininterruptamente por 5 anos depois ha' uma pequena manutencao e mais 5 anos, 365 dias do ano 24h por dia em um sistema selado independentemente de agua, vento, sol, etc. Ocupa apenas uns metros quadrados e pode ser colocada em qualquer pais embora os paises do chamado cinturao do fogo sejam mais faceis por terem subsolo mais quente perto da superficie. Mais informacoes em https://www.youtube.com/watch?v=rK1YX4iHIJo
    http://www.powertubeinc.com/
    SDS Gerson Machado

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.