segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Green roof (ou telhados verdes) um modismo?

Richard Jakubaszko
Diante da poluição nas grandes cidades, da falta de verde, e sem alternativas, as pessoas dão vazão à criatividade e andam construindo prédios com "telhados verdes", chamados lá fora de green roof.

EUA: prédio adaptado.

Os arquitetos e paisagistas exibem uma criatividade que não parece ter limites. Já existem no Brasil, mas são raras essas demonstrações; São Paulo é uma cidade com muito mais verde do que qualquer outra grande cidade americana. Perdemos para as poucas metrópoles europeias, lá o verde é cultuado, cultivado e preservado. 
Chicago: prédio planejado e construído com o green roof

Lembremos que as reservas florestais na Europa representam menos de 1% da área verde de 2 ou 3 séculos atrás, enquanto no Brasil ainda temos mais de 60% das matas de quando os lusitanos aqui chegaram em 1500.

Abordo essa questão no livro "CO2 aquecimento e mudanças climáticas: estão nos enganando?". Uma delas é o calor refletido pelo concreto, asfalto e excesso de vidros, além do calor gerado nos motores dos automóveis, e isso faz com que grandes cidades cheguem a ter de 5º a 7º graus Celsius de diferença entre suas áreas centrais e as periferias, por vezes menos de 15 km de distância em linha reta.
No topo do prédio (EUA), um oásis.
Local: Canadá. Prédio planejado.

Centro de convenções em construção: Canadá.
Chicago: prédio planejado.
Alemanha: um dos países, como o Canadá, entusiastas do green roof.
África do Sul: edifício comercial, planejado.
Inglaterra: parece uma maquete para residências de bom padrão.
Em Cingapura, até os donos do hambúrguer aderiram à moda.
Este prédio pode estar na Rússia ou na Turquia.
EUA, todo grande prédio novo construído tem seu green roof.
Inglaterra, escritórios aderiram, em centros planejados.
Incapazes de abrir mão dos seus possantes, as pessoas buscam paliativos e desculpas para sobreviver. Os urbanos são, desta forma, os grandes avalistas da grande mentira do século XXI, que demoniza o CO2, o gás da vida. Os culpados não são eles, segundo a crença, são os produtores rurais. Esquecem os urbanos que sobrevivem em ambientes inóspitos à vida humana, nessas autênticas selvas de concreto.
Quer conhecer a verdade? Sobre a mentira do aquecimento, e do Co2? Leia o meu livro: a verdade custa apenas R$ 40,00 (mais taxa de correio): fone 11 3879.7099 ou pelo e-mail co2clima@gmail.com
Green roof nas laterais dos prédios são comuns, na Bélgica, ou Barcelona.
Na Escócia, uso criativo.
A impressão que dá, é que a casa vai desabar com o peso...
Residência, na Alemanha.
Algum ponto da Alemanha.
A igreja também aderiu ao verde, que te quero verde...
Até casinha de cachorro vale...
A verdade é que green roof custa caro, e tem de ser planejado.


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.