sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Mosquitos em profusão

Richard Jakubaszko
No início do século XX as autoridades sanitárias identificaram os mosquitos como causadores de endemias, mas eles vão voltar.
 

A CropLife Latin America, a entidade sul-americana congênere da brasileira Andef, enviou por e-mail o curioso cartaz desta página, informando que no dia 20 de agosto celebra-se o dia Mundial do Mosquito.

Curioso, porque é incomum comemorar-se o dia de algo, digamos, negativo, ou ruim, especialmente os mosquitos, transmissores de inúmeras doenças, muitas delas fatais ao homem. Nesse sentido, desconhecemos a existência do dia do assassino, ou do dia do assaltante, ou do estuprador, apesar de existir o dia da mentira, mas apenas como mera ironia, quando é praticada livre e impunemente.

Deixa de ser curioso, e demonstra certo interesse comercial, porque nessa data não devemos homenageá-los, ou presenteá-los, mas combatê-los com pesticidas para tentar manter baixo o seu nível de infestação.

De toda forma, informamos à CropLife Latin América que no Brasil os ambientalistas prepararam inadvertidamente um gigantesco futuro mercado consumidor para inseticidas específicos, conforme determina o Código Florestal, a serem usados nas APPs – Áreas de Preservação Permanente, a serem instaladas ao longo de cerca de 1.380.000 km de rios, riachos e córregos, que o Brasil dispõe, onde deverão estabelecer-se, além de cercas, com moirões e arames, os criatórios de mosquitos, especialmente nas áreas rurais. Multiplique-se essa quilometragem por dois, pois rios costumam sempre ter duas margens, uma de cada lado, evidentemente.

Para as áreas urbanas, onde passam os poluídos rios das cidades, o Código Florestal é omisso e não exige APPs, mas a falta de esgotos encarrega-se de estimular o ambiente criatório ideal dos celebrados mosquitos.

A dúvida que permanece é se haverá dias suficientes no calendário anual para celebrar as futuras gerações de mosquitos. Não adiantou nada, portanto, a descoberta dos sanitaristas no século passado.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.