domingo, 14 de fevereiro de 2016

CO2 causa resfriamento, diz a NASA. E agora, como fica?


Richard Jakubaszko  

Conforme estudo publicado pela Dra. Katherine D. Marvel, da NASA Goddard Institute for Space Studies, em 14 de dezembro último, no jornal Nature Climate Change (http://phys.org/news/2015-12-earth-history-key-global-temperatures.html ), pesquisas concluíram que as emissões de CO2 ajudam a arrefecer a temperatura do planeta.

O referido estudo da NASA constatou que a Terra esfriou nas áreas altamente industrializadas, e onde ocorreu maior perda de cobertura florestal e também onde foram emitidos os maiores volumes de combustíveis fósseis.

Como conclusão, a NASA indica que os grandes volumes de micropartículas jogados na atmosfera local pela poluição funcionam como “espelhos que repelem a irradiação solar e fazem cair a temperatura na superfície”.

É simplesmente o contrário do efeito estufa que tem sido apregoado pelos relatórios do IPCC, desde 2007.

E agora, como fica?

No livro “CO2 aquecimento e mudanças climáticas: estão nos enganando?”, junto com diversos cientistas, abordamos as dificuldades financeiras e políticas que cientistas céticos do aquecimento têm encontrado para realizar estudos que desmintam o tal efeito estufa que provocaria tanta desgraça, como o aquecimento e as mudanças climáticas.

O que interessa ressaltar, neste momento, é que não existe unanimidade entre os cientistas sobre esse milenarismo. A unanimidade sobre a tal sustentabilidade está apenas na mídia, que “abraçou a ideia de proteger o meio ambiente”.

Uma leitura do livro "CO2 aquecimento e mudanças climáticas: estão nos enganando?”, colocará você na frente do espelho com aquecimentistas, para entender os interesses econômicos e políticos que impulsionam essa neurose que tomou conta do planeta.

Ficha técnica:
DBO Editores Associados Ltda. – São Paulo - SP
ISBN: 978-85-69495-00-0
Edição 2015 – 288 págs.
R$ 40,00 mais taxa postal (média de R$ 6,00 para todo o Brasil)
O livro não está à venda em livrarias, mas somente na editora: e-mail: co2clima@gmail.com
Fone: 11 3879.7099

.

5 comentários:

  1. A NASA refere-se a "partículas" que refletem raios infra-vermelhos. Ao que consta, o CO2 não tem a dimensão de partícula. A lembrar que o maior gás refletor é a água atmosférica que alcança de 4 a 8%, enquanto o CO2 limita-se a menos de 0,3 % se não estiver enganado. Sds. F. Cardoso, ESALQ-USP 1936

    ResponderExcluir
  2. Amigo Richard.
    Obrigado por me enviar o link.
    Cada hora "os caras" defendem um ponto de vista.
    Concordo, o mundo enlouqueceu.....

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Richard,
    Parabéns! Muito obrigado.
    Ano de muitas turbulências e desafios e muito aprendizado.
    Abs,
    Ronaldo Trecenti
    Consultor ILPF ABC Cerrado

    ResponderExcluir
  4. Excelente o livro Richard. Estou lendo e no meio dele...Sempre tive minhas dúvidas qto. a este "aquecimento" que apregoam e este estudo da Nasa vem colocar mais "lenha" na fogueira...rsrsr Seria bom que, como vc. mesmo diz, que a mídia, e em particular, os jornalistas ditos especializados, soubessem do que estão falando, antes de escreverem bobagens, nas quais a população acredita piamente. Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Richard!
    Como você mesmo disse, são as micropartículas. Tb os das queimadas e das erupções vulcânicas. Mas isso é passageiro (pode durar 5-10 anos). Parece que com a maior intensidade das térmicas (massas de ar quente ascendente) essas nuvens de fumaça (particulados) são lançadas a maiores altitudes e ali ficam por mais tempo pois as chuvas ficam mais pra baixo e não conseguem lavar a atmosfera.
    Tudo se resume: o que produz calor, o que se pode fazer para reduzir esse calor e as térmicas? No sistema plantio direto temos a cobertura morta que reduz bem a temperatura do solo e as emissões de calor. Em plantio direto sem palhada, ou em quantidade insuficiente, a maioria dos casos, infelizmente, não ocorre essa atenuação de produção de calor.
    Richard: e viva as queimadas. Precisamos queimar, mais do que já está sendo queimado mundo afora para esfriar. Precisamos ouvir o mestre Bush que dizia: cortem as árvores antes que a madeira seja perdida nas queimadas. Queimadas existem em massa ate na Sibéria, nas tundras.
    Como nós vivemos no inferno, precisamos estimular as diabruras infernais de destruição da vida em massa, em escala...

    Ninguém deseja ouvir pessoas que defendem a vida e a produção sustentável. Se você se opor ao que a maioria defende (transformar tudo em dinheiro no prazo mais curto de tempo; nada de sustentabilidade) vai ser atropelado. Não sei se existe aquela artimanha de seguir com a corrente da destruição e puxar para a margem.
    Você percebeu que nosso verão em média foi mais frio? Foram as nuvens em maior quantidade. Nuvens de água e de partículas sólidas conseguem esfriar.
    []s
    odo

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.