segunda-feira, 19 de setembro de 2016

A pátria armada

Richard Jakubaszko
Uma autocrítica sempre é necessária.
Somos um país com mais de 200 milhões de cidadãos incultos, nas letras e na política, sem poupança, que elege e reelege políticos corruptos, alguns golpistas, quase todos lobbystas de uma elite leviana, que é incapaz de olhar para o futuro da nação, e que não se importa com a história. Somos uma nação macunaímica, que priva crianças de educação, contrata trabalhadores com sub empregos, que abandona nossos velhos aposentados com benefícios ridículos, e temos uma justiça comprometida, cara e demorada.

Regredimos episodicamente em nossa história. Agora nos ordenam para voltar a sonhar, para reconquistar a posição no pedestal, de "o país do futuro".
Enquanto isso, os políticos vão vender o pré-sal, empresas, estradas, e outras riquezas da nação, vão flexibilizar a CLT, ajustar o orçamento federal para poder pagar os juros da dívida pública aos bancos e rentistas, com os aplausos da mídia mais corrupta e comprometida do planeta, mesmo que isso signifique menos investimentos em saúde e educação.

Sem lamentações, por favor, pois o povo e a classe mérdia ainda acredita que Deus é brasileiro. Não decepcionemos o povo, pois a mídia vai aplaudir.
Somos um povo cheio de convicções, mesmo que não existam provas.

O vídeo abaixo é a apoteose do país das chuteiras.

.

4 comentários:

  1. http://almirquites.blogspot.com.br/2013/12/exige-se-fe-na-urna-eletronica.html?m=1

    ResponderExcluir
  2. No momento uma pergunta me incomoda: estamos prestes a participar, sob as penas da lei, de mais uma eleição fraudável e inauditável, para não falar do sistema perverso montado pelos políticos para perpetuarem-se no poder e pessoas intelectualmente bem dotadas, a julgar pelas posições que ocupam, dedicam seu tempo e credibilidade para defender esses mesmos políticos que nos truxeram, por ação ou omissão, à presente situação. Ignorância? Má fé?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcílio, político só se perpetua no governo se fizer algo pelo povo, aí ele ganha o voto. Fora isso, é choro livre de perdedor, que, depois de perder no voto culpa a urna eletrônica, que os EUA estão usando em escala cada vez maior, não somos só nós o Brasil, não.
      Uma das coisas que avaliza as urnas são as pesquisas de intenção de voto. O viés que acontece é mínimo, culpa da estrutura da pesquisa ou porque o eleitor muda o voto na última hora. E não esqueça que os partidos têm fiscais em cada zona eleitoral, para evitar as fraudes. O resto é teoria conspiratória furada, por isso que chama "zona"...

      Excluir
  3. http://almirquites.blogspot.com.br/2013/12/exige-se-fe-na-urna-eletronica.html?m=1

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.