quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Sou fumante, não voto em Zé Serra.

Richard Jakubaszko
Tudo isso pela simples razão de que a campanha antitabagista do atual governador do estado de São Paulo é truculenta e nada tem de democrática. É nazi-fascista a forma como vem sendo aplicada. Torno-a, portanto, uma campanha ideológica e convido os fumantes a reagirem, a riscarem o nome de José Serra de suas intenções de voto em qualquer campanha futura. Faço sugestão até mesmo de adotarem a frase título deste libelo como adesivo em seus automóveis: "Sou fumante, não voto em Zé Serra". 

Aos não fumantes, e democratas também, convido-os a participarem dessa campanha, pois imaginem o que virá de proibição truculenta se tal homem público viesse a ocupar o cargo de mais alto mandatário deste nosso Brasil. Ele já proibiu até refrigerantes em cantinas de escolas públicas, sem contar o quentão em festas juninas nas mesmas escolas. Governar, para esse político, é uma questão de mandar, simplesmente proíbe e pronto, sempre se esconde atrás do "politicamente correto". 

Na medida em que o fumo é uma prática que não é defensável, em termos de saúde pública, aproveita para rechaçar os fumantes e os envia para os quintos dos infernos. É exclusão na cara dura, tudo porque ele não gosta mais de cigarros, ele que é um ex-fumante. A forma truculenta como a campanha vai sendo imposta é lamentável. Há um aparato policial e de fiscais visitando bares e restaurantes, como se fumante fosse um bandido. Não há o mínimo de bom senso, ou de lógica, parecemos um país europeu, não temos outros problemas sociais a serem resolvidos? 

O governador do Estado de São Paulo parece não ter mais nada de importante a fazer, além de correr atrás de fumante. É por isso que os portugueses começam a contar piadas de brasileiros, ora, pois, pois... 

Realmente, ficou dura a vida do fumante, pelo menos no estado de São Paulo, e isso tende a ser copiado por outros estados. É que a chamada fiscalização, o patrulhamento, é feito de forma exacerbada principalmente pelos ex-fumantes, que não assumem a sua fraqueza em relação à fumaça, da qual muitos ainda sentem saudades. Esquecem de que faz muito mais mal à saúde o CO2 emanado de seus automóveis. Experimentem colocar um automóvel funcionando num ambiente fechado de 4 x 4 metros por algumas poucas horas (duas horas é suficiente...) e coloquem lá dentro um ser humano ou animal. Vai morrer muito antes de acabar o combustível. Se colocassem 10 ou 20 pessoas fumando nesse mesmo ambiente fechado o máximo que aconteceria ao não fumante seria uma enxaqueca no dia seguinte. 

Com essas "tecnicalidades" o político Zé Serra não tem interesse em se preocupar, ele exerce seu poder, quer demonstrar "autoridade" ao proibir, acha que exibe "pulso forte" para comandar e para liderar ovelhas desorientadas. É dessa forma truculenta que iniciam as ditaduras, é dessa forma que iniciam os processos inquisitórios e as censuras. Imaginem as futuras proibições que viriam a caminho. 

"É proibido proibir" foi um libelo nos anos sessenta, tinha conotações políticas, até porque representava a única defesa das minorias, e fumante hoje em dia se torna parte de uma minoria. 

Para quem não sabe, o cigarro, apesar dos males que possa causar aos fumantes (o que não é generalizado e nem obrigatório), também tem seus pontos positivos, como, por exemplo, ser a principal forma de controlar a anemia ferropriva, quando o organismo não fixa ferro no sangue, mesmo a gente se alimentando corretamente. O cigarro é um dos mais importantes agentes para que se possa fixar no sangue o ferro tão necessário à nossa sobrevivência. Não existe fumante anêmico, sabiam disso, meus caros leitores? 

Assim, não são somente prejuízos que o cigarro nos traz. 

Afora o prazer de pitar, sem exageros é claro. 
Mas este texto não é para incentivar o fumo, é para criticar a violência policial e demagógica do governador Zé Serra. Isto porque ter de aguentar os seguranças e porteiros a nos dizer que na calçada do condomínio não se pode fumar é demais. 
Aconteceu comigo, estava a céu aberto na calçada do Sheraton Hotel, em São Paulo, pois dei uma escapada do auditório onde se debatiam os problemas do agronegócio no 8º Congresso da ABAG, e fui dar uma pitada. Fui advertido de que ali não poderia fumar, pois "é um condomínio fechado". Mandei chamar a polícia, pois dali não sairia. Estava a céu aberto, nem marquise tinha, mas a proibição teria de ser cumprida, segundo o vigilante segurança. 

Continuei fumando, não sai dali, mas fiquei pensando na frase do político mineiro José Maria Alckmin, ex-vice-presidente do Brasil, logo após a implantação da ditadura militar no golpe de 1964. Dizia ele que numa ditadura não tinha medo dos generais, mas dos soldados, cabos e sargentos que iriam cumprir ordens de tenentes autoritários, despreparados e mal informados. 

Aos fumantes recomendo reação e personalidade. Não cedam à passividade e nem se sintam culpados. Se estiverem com ideias de largar o cigarro, que abandonem o vício, mas pensem na forma como isso está sendo feito, semelhante a um ato de tortura. Ato digno de ditadores. Poderia ser de forma mais democrática, com separação de corpos de fumantes e de não fumantes, como, aliás, já estava sendo feito, principalmente em restaurantes. 

Mas desse jeito, na porrada e na truculência, não dá para aceitar. Faço o que me é possível: vou cabalar votos contrários ao político Zé Serra, pelo menos é democrático e civilizado, e sem violência. Com certeza, depois de perdida a eleição, o Zé Serra vai creditar a culpa pela futura derrota à "Bolsa Família".
_

28 comentários:

  1. Não sou fumante (na verdade um "ex"... e em quase tudo), mas também não voto nele.
    Abs
    Coriolano Xavier

    ResponderExcluir
  2. Vota sim, ele é o melhor.
    Bete Cervi, Vitória, ES.

    RESPOSTA DO BLOGUEIRO: voto não, Bete. Mas, vejo que ele contaminou você com o detestável nazi-fascista autoritarismo.

    ResponderExcluir
  3. Roberto Barreto, de Catende12 de agosto de 2009 19:23

    Bom, Richard, não seja por isso:
    NÃO sou fumante e NÃO voto em José Serra.
    Abs, Roberto Barreto, de Catende.

    RESPOSTA DO BLOGUEIRO:
    ÓPS! Vejo que começou a campanha...

    ResponderExcluir
  4. Ainda voto nele, mas concordo com tudo que vc descreve. Para aumentar ainda mais a polêmica assistam a entrevista do governador no Programa do Jo, no qual faz comparações absurdas, e o próprio Jo defende a lei da qual era contra há 3 semanas no programa feito com as jornalistas (meninas do Jo) de quarta feira!
    J.Henrique Leme

    ResponderExcluir
  5. Antônio Luiz Cerdeira12 de agosto de 2009 21:54

    Richard
    Veja o que vi na internet:
    "A lei anti-fumo já existe desde 1996, porém basta um governador que tem pretenções futuras reeditá-la para que tudo vire noticia; será que vai pegar ou vai eleger? Lei nº 9.294, de 15 de julho de 1996 Art. 2º. É proibido o uso de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígero, derivado ou não do tabaco, em recinto
    coletivo, privado ou público, salvo em área destinada exclusivamente a esse fim, devidamente isolada e com arejamento conveniente."
    Antônio Luiz Cerdeira, Jaguariúna, SP.

    RESPOSTA DO BLOGUEIRO:
    Mas o Zé Serra proibiu o fumo até debaixo de marquises... se fosse só em local fechado dava pra aguentar...

    ResponderExcluir
  6. Oi Richard.
    Espero que esteja tudo bem com você. Concordo 100% com o meu Governador.
    Abraço,
    Alberto Menoni, São Paulo, Capital.

    RESPOSTA DO BLOGUEIRO:
    Seu governador, Menoni, só seu... não é meu, não!

    ResponderExcluir
  7. Ariovaldo Carvalho Vieira12 de agosto de 2009 23:29

    Richard,
    Adorei, tbm fumo.
    Parabéns.
    Abraços
    Franja - São Paulo, Capital

    ResponderExcluir
  8. Olá Richard,

    Bem, gostaria de dizer que como NÃO FUMANTE convícto e com problemas respiratórios para ficar em lugares onde a fumaça do cigarro se propaga, sou 100% a favor dessa lei que impede fumo em lugares onde eu tenha que compartilhar desse ar. Mas... concordo também que uma lei unilateral, que fere os direitos de qualquer parte, também não é válida! E vou além, essa lei anti fumo é muito parecida com a proibição dos fretados na capital paulista. Ok, ela favorece o trânsito da mesma forma que o a lei anti fumo favorece os não fumantes. Mas proibir que fretados circulem pela cidade e não fornecer uma infra-estrutura de transporte coletivo que atenda um segmento significativo da população é no mínimo uma idiotice e uma falta de vergonha na cara.

    Bloqueiam os locais onde estes veículos podem parar, mas não criam bolsões nas regiões mais utilizadas por estes, muito menos, suprem a necessidade de transporte coletivo para quem utiliza fretado. É a mesma coisa que estão fazendo com a lei anti fumo. Proibem o fumo em locais fechados, mas não permitem que os estabelecimentos aloquem este público em um local separado, aberto ou mesmo exclusivo para fumantes. Simplesmente proibem! De forma fascista, como você diz e sem direito de argumentação da parte afetada.

    Sou não fumante e não usuário de fretados, mas sou justo no que diz respeito aos direitos de quem é afetado com leis autoritárias, que têm sim seu valor, devem ser mantidas, mas a partir do momento que sejam criadas soluções alternativas para não excluir parcelas da população dos benefícios que o restante tem.

    PH

    ResponderExcluir
  9. Ok, já tentaram proibir a mamadeira para minha filha. Não há nada mais delicioso para uma criança que tomar a mamadeira deitada no sofá. Mas ela toma e não incomoda ninguém, não faz mal a ninguém, ao contrário dos cigarros, que não têm nenhum benefício a não ser para os fabricantes e o próprio governo, que recebe impostos.
    Adorei morar na Califórnia, onde passei mais de um ano sem respirar nem um microg por mm cúbico de fumaça e isso foi uma maravilha.
    Discordo de você, Richard, sinto muito.

    Abraços do amigo!!

    Giuliano Marchi

    ResponderExcluir
  10. Paulo Cezar Brossmann, Goiânia13 de agosto de 2009 10:21

    Caro amigo sou o Paulo, de Goiânia, Vulgo Prof. Pardal.
    Voce já viu? Nós brasileiros, como nos sentimos em ver nossa incrivel TV ligada, com nossos Filhos juntos. assistindo um Programa saudável, pode ser qualquer um: Ver que por traz disto, tem algo que nós não conhecemos.!
    Donos de Emissoras de TV, Radio etc.... Estão ganhando, muitissimo e vamos falar alto, DOLARES AMERICANOS NOS CARIBES, ILHAS CANARIAS, PARAISO FISCAIS... EM CIMA DE NOS QUE ESTAO apenas assistindo um programa de TV.
    Nos Brasileiros são muito acomodados em ver isto e nao fazemos nada.
    No outro dia ápos Duro dia de Trabalho, estamos nos lá defronte a TV, asssistindo que os Nossos Governantes, com paleto e Gravata, com ar condicionados, e os outros com calor de 42 graus... viajam de aviao de um lado para outro e outros com buracos na pista e dividas atrasadas para pagar se não entregar a mercadoria a tempo, não recebera o puro
    sangue... ganha dinheiros facil em barganhas, corrupção etc... outro dando o sangue duro para estes almofadinhas...
    Brasil, nosso Brasil patria amada. Amada como cinco letras e mais cinco letras, eles poderia ter no coração "AMOR" AO BRASIL".
    Brasil esta sendo vendido via satelite GPS, VUL etc... Nos ares do Brasil a fiscalizar nossa terra que ainda esta intacta, que a deles acabou...
    Brasil ser Brasileiro, nao ser e ter e estamos perdendo nossas letras de letras.
    Vamos ver nossos Biodiesel! Cade ele????
    Foi?? onde foi....
    Existe mas não vemos, será que, está nos tanques de carros a rodar pelo brasil...
    O certo é ver o Brasil amanha nos Paraisos Fiscais. Brasil... Vamos lá!
    Paulo

    ResponderExcluir
  11. Roberto Barreto, de Catende13 de agosto de 2009 10:32

    Caro Richard.
    Respeito sua opinião, mas gostaria de ver nela incluído algum caminho alternativo à questão, no que diz respeito aos que não fumam.
    Tenho consciência de que o assunto já foi por demais debatido, porém, como não me parece
    que seja o caso de dizer, como os padres do Lefebvre, 'ite, missa est', talvez ainda surjam novos argumentos.
    Não me parece muito simples.
    Quanto ao voto no Serra, bom, creio que nossas indignações e esforços deveriam se concentrar numa proposta que serviria para evitar a eleição de muita gente, inclusive ditadores: FAÇAMOS UMA CAMPANHA CONTRA O VOTO OBRIGATÓRIO.
    Grande abraço,
    RB
    COMENTÁRIO DO BLOGUEIRO:
    Barreto, acho que a gente já estava seguindo a ALTERNATIVA correta, os fumantes segregados em cantos fechados, ou reservados, nos prédios, restaurantes e demais espaços públicos fechados. O governante em questão só está querendo demonstrar autoridade. Vai ganhar uns votos de não fumantes fanáticos, de ex-fumantes histéricos, mas vai perder o voto de TODOS os fumantes, se isso depender de mim, é claro...
    A ditadura acabou faz tempo!

    ResponderExcluir
  12. Daniela Jakubaszko13 de agosto de 2009 13:47

    Oi Papai,
    Cê viu o anúncio google que botaram do lado da sua campanha? Kkkkkkkkkk... Adesivos "proibido fumar" para que os estabelecimentos não levem multa!
    Bom, o Serra tinha de arrumar trabalho para os que perderam muitos reais com a proibição dos cartazes e faixas de rua feira pelo Kassab. Agora eles podem vender adesivos de "é proibido fumar"!!! E eu sempre digo que o tabaco é um poderoso anti-status quo, quem fuma muito - pode até ser passivo - não careteia. Num mundo sem tabaco é mais fácil manipular as pessoas: elas pensam menos e obedecem mais. Não posso provar, mas que o mundo era mais interessante e mais libertário quando enfumaçado, isso era! Agora só nos resta lutar pela liberação da canabis! Essa, "Nem bombeiro pode apagar"!
    bjs
    Dani
    p.s. Ah, claro, não voto no Serra mesmo sendo ex-fumante e achando ótimo chegar em casa depois da noitada sem aquele fedor nas roupas e no cabelo!

    COMENTÁRIO DO PAI E BLOGUEIRO:
    Família que vota unida permanece unida!

    ResponderExcluir
  13. Valeu Richard,
    De minha parte parabenizo a ação do governo Paulista e faço votos que os 27 estados brasileiros adotem esta prática.
    Um abraço,
    José Emivaldo - Rio Verde, Goiás.
    RESPOSTA DO BLOGUEIRO:
    José Emivaldo, protestar é democrático, conforme coloquei, apoiar também, como vc fez. Mas a violência das proibições, a truculência de como está sendo praticada essa obrigatoriedade da lei, lamento discordar de vc, não é democrático e nem civilizado. Apoiar uma proibição dessas é permitir que, no futuro, outras proibições venham, junto com ditaduras.
    Richard Jakubaszko

    ResponderExcluir
  14. Prezado Richard,
    Mesmo respeitando sua opinião, que tem no blog o poder de disseminar, sou radicalmente contra. O cigarro e sua aparente dureza contra o Serra. Entre o cigarro e o não cigarro, não cigarro. Entre Serra e alguém que o Lula apóie, Seeeeeeeeeeerra.
    Nada contra o fumante, mas faz mal e é desagradável prá caramba.

    ResponderExcluir
  15. Roberto Barreto, de Catende16 de agosto de 2009 10:45

    Pra começar o domingo.
    Essa história da proibição do fumo, pelo governador José Serra, faz-me recordar de outra contada por Assis Ângelo, no seu livro O Coronel e a Borboleta. Doido por uma tragada,
    sem conseguir uma mísera guimba no bando,
    Virgulino Lampião cruzou caminho com um vivente que se vinha mais arrastando que andando, cortou-lhe os passos e perguntou se fumava.
    A resposta, no susto:
    - Fumo, nhô sim, mas se mercê quisé eu paro.
    Bom domingo,
    RB

    ResponderExcluir
  16. Bom Dia Ricardo,

    Acompanho seu trabalho; parabéns pelo Blog! estou seguindo.

    Acesse e siga o meu também: www.comamaisfruta.blogspot.com

    Obrigada,
    Adami Frutas Ltda.

    ResponderExcluir
  17. Tito Bernardi, São Paulo15 de setembro de 2009 17:26

    Richard
    Excelente o artigo que vc escreveu sobre a lei antifumo de José Pedágio Serra. Não sou fumante, nem nunca fui, mas reconheço o caráter fascista da lei, que estimula inclusive a "deduragem". O problema desta lei é o "climão' de hostilidade e, o que é discutível do ponto de vista jurídico, transfere o "poder de polícia" a donos de estabelecimentos, síndicos e outros. Ou seja, a lei faz "caridade com o chapéu alheio', pois transfere o "ônus" de ser antipático ao dono do bar, por exemplo. O empresário tem de ir contra seu cliente para manter-se na "legalidade", mesmo que isso irá tirar seu sustento. mesmo cumprindo a lei, se o empresário se descuida, pois num restaurente movimentado é impossível manter o controle de todos, ainda corre o risco de ser multado. Abre brechas para fiscais "interpretarem" a lei.
    Enfim, a lei tirou da vista da população a existência de mais de 120 pedágios nas estradas, as intenções de colocar pedágio nas marginais, a privatização da saúde, o brutal aumento das verbas para propaganda oficial, o corte de benefícios sociais (a aposentadoria dos aposentados, a SPPREV, etc.) e a ausência de CPIs em São Paulo nos últimos 16 anos - até parece que vivemos no melhor dos mundos e a administração pública aqui não comete deslizes...
    A imprensa em São Paulo, de tão empenhada em eleger Serra presidente, perdeu completamente o senso crítico. Paguei uma previdência do IPESP para os advogados durante 17 anos - após ter sido prejudicado pelo "fator previdenciário" criado pelos tucanos em 1993. Agora, o governo de São paulo resolveu dar o calote e usou a imprensa para preparar o "clima". A Folha SP me chamou de "privilegiado". Resultado: receberei de volta apenas 60% do que paguei (apenas um % de parte do que paguei), fiquei sem aposentadoria. E o "privilegiado" sou eu?
    De fato, este cara não pode chegar à presidência... (ele próprio se aposentou como professor da Unicampa, mas todos sabemos que não contribui durante 35 anos...).
    Parabéns!
    Att
    Tito Bernardi - São Paulo

    ResponderExcluir
  18. Fiquei impressionado com o grande número de pessoas que está deixando de votar no Serra, devido à lei anti-fumo, que poderia ser boa não fossem os exageros.
    É claro, que como fumantes educados e conscientes, nunca fumamos no interior de lojas e shopping centers, e aprovamos a proibição em bares.
    Mas proibir que se fume na calçada, embaixo de uma marquise ou toldo quando está chovendo, é uma atitude truculenta, abusiva e um total desrespeito a dignidade de qualquer cidadão.
    Se continuar assim, logo não será permitido que se fume embaixo de uma árvore.
    Atitudes truculentas como essa, deveriam ser tomadas, por exemplo, na área da segurança, a criminalidade impera em São Paulo e tudo continua na mesma. O problema é que atacar a criminalidade apresenta riscos, fumantes não são tão perigosos...
    O Serra era a melhor opção que tínhamos para presidente, mas depois desta atitude desrespeitosa, votaremos na Dilma só para dar o troco, afinal, ganhe o Serra, ganhe a Dilma, para nós, ilustres desconhecidos, nada muda.
    Parece que o tiro saiu pela culatra, a Lei Anti-Fumo criou o Movimento Anti-Serra.
    Excelente o seu texto, parabéns.
    Abraços
    Paulo Stoll Nogueira – São Paulo - SP

    ResponderExcluir
  19. Fiquei feliz de ter encontrado esse blog. Eu estava procurando na rede (mais exatamente no yahoo) algo com as palavras "Fumante + serra" para ver se havia algum comentário da comunidade do Orkut da qual eu sou moderador: "Sou fumante. Não voto no serra".
    Bem, eu os convido a participar.
    Parto do princípio que fumante que vota no serra é mulher de malandro.
    Ah sim. A marina silva é igual ao serra, porque na condição de senadora ela votou a favor do PL 315, de autoria do Tião Vianna (PT/AC), que quer transformar essa excrecência antifumo do serra em federal. Portanto, não votem nela também.
    Saudações fumantes!

    ResponderExcluir
  20. Fiquei feliz por ter encontrado esse blog. Estava procurando na rede algo com as palavras "Fumante + serra", para ver se havia alguém falando da comunidade que criamos no Orkut, "Sou Fumante. Não voto no serra", da qual sou moderador.
    Fico feliz em ver que alguém teve a mesma ideia de criar um tópico de discussão com esas palavras. Convido-os a virem nos conhecer também.
    Não se esqueçam que serra = marina silva, porque esta, como senadora, votou aprovando o PL 315, de autoria de Tião vianna (PT/AC), que crer criar uma excrecência legal igual a essa do serra a nível federal. Não votem nela também.
    Aqui no RJ, como fumante não votarei em sergio cabral filho, que mandou para a ALERJ o projeto de lei antifumo fluminense
    Saudações fumantes
    Ass: Claudo D'Amato
    Rio de Janeiro, RJ

    ResponderExcluir
  21. Uma breve análise de um comentário: "Anônimo disse...Ok, já tentaram proibir a mamadeira para minha filha. Não há nada mais delicioso para uma criança que tomar a mamadeira deitada no sofá. Mas ela toma e não incomoda ninguém, não faz mal a ninguém, ao contrário dos cigarros, que não têm nenhum benefício a não ser para os fabricantes e o próprio governo, que recebe impostos.
    Adorei morar na Califórnia, onde passei mais de um ano sem respirar nem um microg por mm cúbico de fumaça e isso foi uma maravilha.
    Discordo de você, Richard, sinto muito"

    Vemos aqui um exemplo típico de uma pessoa que apenas olha para o próprio umbigo e que não dá a mínima para o sentimento de outros cidadãos que são excluídos de forma repugnante, do convívio social.
    O tal Giuliano Marchi precisa saber que ninguém deseja incomodá-lo com a "fumaça" que para ele é tão terrível (???), apenas queremos nosso espaço como existe para todos. Ninguém perguntou ao fumante o que o incomoda também. Mas o convívio em sociedade me faz aturar : gente que fala no celular em locais públicos, fazendo questão de esmiuçar sua vida privada, gente que fala alto em restaurantes, gente que tosse como tuberculoso em espetáculos e não sai do ambiente, crianças que ficam dando escândalos naquele concerto que você está adorando e os pais se fazem de desentendidos.
    A filha dele toma mamadeira e não prejudica ninguém : vírgula, para ela ter seu leitinho, ele nunca imaginou o desmatamento, os gases emitidos para processar o líquido estéril, as embalagens que poluem a natureza, claro leite não é colhido em árvores, pronto e na caixinha. Eu não bebo nada de álcool que também faz mal ao consumidor e às pessoas que podem ser vítimas de brigas, desajustes familiares, acidentes de trânsito e vários outros problemas, mas também não sou egoísta a ponto de querer que se proiba o seu consumo. Sou adulto e não tolero reações imaturas de pessoas que se dizem cidadãos melhores que os outros. Gostaria muito de saber onde na Califórnia não se respira um mm de fumaça..... Deve ser no meio do mato...ops...lá é o país que mais desmatou no mundo...

    ResponderExcluir
  22. Quero ter o direito de fumar ao ar livre, ou debaixo de marquises, pelo menos isso. Pelo amor de Deus, esse negócio anti-tabagista é modismo, é o nojo do politicamente correto, é muleta eleitoreira. Muito mais mal à saúde faz o CO2 dos automóveis, o enxofre do diesel dos ônibus e caminhões, e ninguém parece se incomodar com isso.

    ResponderExcluir
  23. Esqueci de lembrar: gosto de fumar! É problema meu! Tem gente que gosta de coisas muito estranhas, e as pessoas são obrigadas a aceitar...

    ResponderExcluir
  24. Sabe por que eles não criam uma lei que autorize a criação de estabelecimentos cujo ambiente sejam só para fumantes? Por que todos os estabelecimentos acabariam virando estabelecimentos para fumantes. Os comerciantes sabem que os melhores fregueses são os fumantes, que gastam muito com bebidas, cigarros e afins e ainda deixam a caixinha do garçom, enquanto os "saudáveis" ficam a noite toda sentados bebendo agua mineral, pois acredito que se a pessoa fala que a fumaça do cigarro faz mal à saúde ela não deve beber bebida alcoólica pois faz mal, não bebe refrigerante pq faz mal e assim por diante...

    ResponderExcluir
  25. Pois é, Richard.
    Parece que "ressuscitamos" seu blog. Tomara que outros venham postar mais mensagens aqui também.
    Esses p... (p de políticos) talvez então vissem que nós temos alguma força política, e pensariam melhor antes de baixar excrecências como essas leis.
    No Orkut (e agora aqui) eu também proponho de azucrinarmos todos os candidatos fazendo campanha na rua, para NÒS fazermos a nossa. Dizer que estamos muitos p... da vida com essas leis e que eles podem ter subestimado um segmento importante do eleitorado; e que fumantes também são ELEITORES e... Mais que isso:CONTRIBUINTES! Tenho feito isso aqui o Rio.
    Outra coisa que eu proponho é o boicote a shopping centers (exceto as tabacarias) e mesmo o comércio em geral. Para neste último caso darmos preferência aos camelôs. Se uma parcela considerável dos consumidores (como nós, fumantes) fizéssemos isso, a arrecadação de ICMS cairia. Os p... (p de políticos) iriam sentir, porque dinheiro costuma falar mais alto que palavras.
    Bom, se você quiser entrar para a nossa comunidade do Orkut, cujo nome é o mesmo (quase o mesmo) desse blog, será muito bem vindo.
    Abraço
    PS: Você conhece o site FumantesUnidos? Uma comunidade da internet; uma espécie de forum de fumantes.
    É www.fumantesunidos.org.
    Também sou moderador lá. A convite do fundador, Fabrício Rocha, de Brasília.

    Claudio D'Amato
    Rio de Janeiro, RJ

    ResponderExcluir
  26. Já votei.
    Votei Plínio de Arruda Sampaio. se houver 2º turno, certamente votarei na Dilma.
    Fora, serra! Colha os frutos que plantou!

    ResponderExcluir
  27. ACABOU!! FORA, serra!
    Pague o preço de uma DERROTA agora, josé serra! Infecto promulgador dessa excrecência anti-tabagista.
    Chora, serra! Saudações tabagistas para você!
    Não estaremos pagando seu salário. Nossos tributos, de CONTRIBUINTES que somos, irá para SUA ADVERSÀRIA.
    Fora, serra!
    Mas faço qestão de avisar à ilustre vencedora que:
    Se VOCÊ, Dilma Roussef, que terá seu salário pago com o MEU DINHEIRO DE CONTRIBUINTE, der continuidade a esta excrecência; você cairá em desgraça que nem seu antecessor.
    Assim foi com marina silva, governadores, deputados e senadores.
    Não terei motivo NENHUM para dar-lhe tratamento diferenciado.
    Política é a arte de DEFENDER INTERESSES! Eu não sou diferente de ninguém neste ponto.

    ResponderExcluir
  28. Jimmy Tankian

    Parabens Richard,
    Acho q o maior exemplo ditatorial nessa lei é não deixar q os donos dos estabelecimentos escolham o tipo de consumidores.
    Afinal quem entra em um bar ja sabe antes de entrar, o que vai encontrar la dentro!!!!

    CHUUUUUUPA SERRA!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", no "Selecionar perfil' e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.