quarta-feira, 4 de abril de 2018

Supremo sob chantagem

Richard Jakubaszko 
Hoje, daqui a pouco, começa o julgamento do Habeas Corpus de Lula no STF. Ontem, foi um absurdo o que aconteceu, de gente nas ruas, pedindo para que o STF negue o HC para Lula, descumprindo o que rege a Constituição, aliás, cláusula pétrea, de que a liberdade individual somente será restrita depois de transpostos todos os níveis de recursos no judiciário, na presunção da inocência. Aliás, toda essa loucura generalizada que o país vive é de responsabilidade do STF que, em 2016, legislou sobre a Constituição, e revogou a cláusula pétrea, permitindo a prisão depois da condenação em 2ª instância

Hoje, o vetusto e arcaico, porque não dizer medieval Estadão (e toda a mídia engajada), faz a sua parte na chantagem explícita ao STF, para que negue o HC. As chamadas de capa, como se pode ver no fac simile abaixo, não deixam dúvidas, desde a manchete de que o comandante da Aeronáutica "acha" que a democracia será testada, ao lado a "opinião" do jornal na outra manchete, de que o General Villas Boas "expressa posição do alto comando do  Exército", e mais ao lado uma matéria sobre o "STF que define o futuro de Lula", tendo a ilustrar o desiderato uma foto com nuvens negras aproximando-se do prédio do STF. Mais ao lado, a suprema opinião do jornal, em editorial, afirmando "a hora escura do Supremo".

Dá vergonha de ser jornalista na hora em que me deparo com notícias assim, incentivando os militares, exercendo chantagem explícita e vergonhosa contra o Supremo Tribunal Federal. O Brasil perdeu o bom senso, culpa única da nossa mídia. Como dizia Millôr Fernandes, "a mídia é velhaca, e é a principal responsável por este país ser do jeito que é".

Ontem, em Porto Alegre, alguns gaúchos ensandecidos (me perdoem o pleonasmo!) queimaram 11 bonecos que representavam os ministros do STF, em clara ameaça a cada um deles. O Brasil está em transe. Efetivamente já podemos ver nuvens negras sobre todos nós.
Também sinto vergonha de ser brasileiro.
.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", no "Selecionar perfil' e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.