domingo, 29 de novembro de 2015

COP21, IPCC E ONU: sorria, você está sendo enganado...

Richard Jakubaszko 
Se você não se considera manipulado, então é porque ainda acredita em Papai Noel...
Vejamos as razões disso.
Começa amanhã, segunda-feira, 30 de novembro de 2015, em Paris, a 21ª Conferência das Partes, a COP21, onde tentarão aprovar um "acordo" internacional para evitar o "aquecimento" e as "mudanças climáticas", que são causadas, segundo eles, pelas atividades da humanidade, através da emissão de CO2, considerado o gás da vida por gente que não acredita em Papai Noel.

Não existe uma única prova científica de que esteja ocorrendo aquecimento e tampouco mudanças climáticas em nosso planeta. As "evidências" mais citadas por alguns aquecimentistas são o derretimento do Ártico, já desmentidas várias vezes por inúmeros cientistas. As outras "evidências", como as planilhas de computadores, já foram denunciadas como falsas e deturpadas, planejadamente falsificadas, como no episódio Universidade de East Anglia (Inglaterra).

Em 2007, oficialmente, o IPCC, órgão oficial da ONU na área ambiental, anunciou o início do fim do mundo, e, em alto e bom som disse que o aquecimento iria derreter as calotas polares, o nível dos oceanos subiria muitos metros e inundaria todas as cidades costeiras. Esqueceram-se de informar que nos anos 1970 eles mesmos ameaçavam o mundo com um congelamento, assunto que
chegou a ganhar pelo menos 4 capas da revista TIME. Mas o milenarismo perdeu força, não se sustentou, porque já ao final dos anos 1980 mudaram o discurso: começou então o "aquecimento" do planeta...

O planeta, como se sabe, anda cheio de teorias conspiratórias. Os ambientalistas acusam a todo mundo de provocar o aquecimento e as mudanças climáticas, e acreditam que as calotas polares vão derreter, e, por consequência, os oceanos e mares vão subir os seus níveis e transbordar nas cidades praianas, inundando tudo.

Os ambientalistas, ou biodesagradáveis, como eu chamo, são milenaristas, e estão sempre prevendo uma catástrofe apocalíptica que vai acabar com o planeta. Nos anos 1970 eles previram que o mundo congelaria de tanto frio. Era uma mentirinha... Nos anos 1990 apareceram com a tal da camada de ozônio, e previram que a gente iria ter câncer de pele se não parasse de usar os gases CFC.. Foi mais uma pegadinha, um marketing viral para assassinar reputação... Depois disso, as pessoas passaram a usar essas porcarias dos "protetores solares", elas sim, causadoras de inúmeras doenças de pele, inclusive câncer.

A todas essas a gente já convivia com a AIDS, que mataria bilhões e bilhões de pessoas...

Nos anos 2000 teve gripe suína e gripe avícola, e na OMS disseram que milhões de pessoas iriam morrer se não tomassem as vacinas. Mais outra mentirinha, e todo mundo acreditava... Depois que venderam as vacinas, as manchetes sumiram da mídia, nem mesmo esperaram o efeito das vacinas fucionar... , teve o bug do milênio, depois teve o calendário Maia... Mas em 2007 os ambientalistas piraram na maionese, eles anunciaram o "início do fim do mundo", e inventaram essa história do aquecimento, causada pelo CO2.

Como não colou essa história, eles trocaram o nome da previsão apocalíptica para mudanças climáticas, e o IPCC, o International Panel Climatic Changes, lá da ONU, "denunciou" e acusou a humanidade como causadora dessas desgraças, e hoje dizem que "vai ter seca, vai ter chuva a mais, vai esquentar nuns lugares, vai esfriar noutros", enfim, o inferno vai chegar para todos... Não se aborreça, você não está sozinho nessa...
 

Por causa disso, para desmentir tudo isso, escrevi o livro "CO2 aquecimento e mudanças climáticas: estão nos enganando?", e divido nessa obra a co-autoria de cientistas de alto quilate, como dos físicos Luiz Carlos Baldicero Molion e José Carlos Parente de Oliveira, ambos climatologistas, do geólogo Geraldo Lino, dos engenheiros agrônomos Odo Primavesi, Evaristo Eduardo de Miranda (da Embrapa), de Fernando Penteado Cardoso, e do agrometeorologista Ângelo Paes de Camargo (in memoriam), entre outros.

No livro mostro as agendas econômicas e políticas de alguns grupos de ambientalistas, pois eles agora ameaçam o planeta com frases tipo “é agora ou nunca mais, já é tarde para se tomar medidas contra os gases de efeito estufa”. O que eles querem agora?

Conforme denuncio no livro, eles pretendem aprovar um "acordo", e, na sequência, a AIA - Agência Internacional Ambiental, na próxima COP 21 que vai se realizar em Paris. A AIA vai "administrar" os interesses desses "ambientalistas" e de seus grupo de interesses não confessáveis. Se os ambientalistas conseguirem aprovar essa agência vai haver um estupro contra a humanidade, porque aí sim, as coisas vão ficar difíceis. E essa agência não é de todo modo uma impossibilidade, porque agora eles têm o aval do Papa Francisco e do Vaticano. O Papa foi aos Estados Unidos em setembro último para convencer o congresso americano, pois os americanos não foram signatários de nenhum acordo ambiental até agora, nem o que instituiu o tal do protocolo de Kiyoto, que permite negociar créditos de carbono em bolsa de valores. Eles pagam uma penitência para nós economizarmos emissão de carbono, e assim eles continuam poluindo...

Agora, o que é essa tal Agência Internacional Ambiental? É uma entidade, dirigida pelos ambientalistas, onde eles farão as regras do jogo. Dá pra

imaginar o que eles farão, não é? Como eles são mui amigos dos bois e vacas brasileiras, eles vão proibir a emissão do metano pelas nossas vacas e bois. As acusações vão crescer... Como um dos objetivos dessa turma é "proteger" a Amazônia, já existem até planos de implantar um corredor ecológico, como esse do mapa que você vê aí embaixo, foi criado pela ONG Gaia, lá da Inglaterra, e olha que o príncipe Charles é o maior divulgador
dessa ONG, e presidente honorário deles... O corredor ecológico tem mais de 4 mil km de extensão, de leste a oeste, e vai variar de 300 km até 1.500 km de norte a sul, espaço que se tornaria área internacional, e onde os brasileiros precisariam de passaporte para entrar ou sair... Tudo isso porque não cuidamos da Amazônia, como eles queriam...

O que mais? Bom, se você quer colocar a imaginação pra funcionar, me diga o que vai acontecer na primeira queimada lá na Amazônia?

Pois a tal agência internacional ambiental vai nos mandar uma advertência duríssima, e vai nos chamar, a todos os brasileiros, de irresponsáveis. Na segunda queimada virá uma multa, na terceira queimada uma multa ainda maior. Depois, como eles não gostam de comer carne de boi, eles podem até proibir que o Brasil exporte carne... Ou, quem sabe, a soja? Já pensou nisso?


Não esqueça que a agência internacional ambiental terá poderes supranacionais, ou seja, poderes que ignoram a constituição e a soberania dos brasileiros. Eles fizeram essas coisas com diversos países, por exemplo, através da Agência de Energia Atômica, quando invadiram o Iraque, sob a desculpa mentirosa das armas químicas de destruição em massa: por outras razões, chegaram a proibir o Irã de exportar petróleo por mais de 12 anos, só porque o Irã queria desenvolver seu programa de energia nuclear...
O que é que a gente pode fazer contra isso? Bom, eu fiz a minha parte, denunciei isso no livro, junto com renomados cientistas que contestam essa mentira do aquecimento e das mudanças climáticas. Você pode, por exemplo, participar disso de duas maneiras: a primeira é ler o livro e tomar conhecimento dessa teoria conspiratória, a qual eu chamo de a maior mentira do século XXI. A segunda forma de você participar, depois de ler o livro, é também denunciar essa enorme mentira.

Na verdade, com ou sem o acordo, as legislações dos países serão recheadas de leis com multas e punições.

Da minha parte, conforme escrevi e assinei no livro, eu odeio os indiferentes e os omissos. Portanto, não seja neutro, tome conhecimento, leia o livro e convença-se de que você está sendo enganado. Ou continue a acreditar em Papai Noel...

O livro não está à vendas nas livrarias, apenas pelo fone (11) 3879.7099 com Cristiane, ou pelo e-mail co2clima@gmail.com - custa R$ 40,00 mais taxas postais (em média R$ 5,50 por exemplar), e podemos dar descontos tipo black friday para estudantes, e você recebe o livro em casa, autografado pelo autor.

Portanto, tome uma atitude e leia o livro, caso contrário, sorria, e continue sendo enganado... Será que generalizou o "me engana que eu gosto?".

Se desejar mais informações antes de comprar o livro, assista uma entrevista minha, é honesta e verdadeira, tem uns 20 minutos, que o Portal DBO publicou
:  http://richardjakubaszko.blogspot.com.br/2015/08/aquecimento-maior-mentira-do-seculo-xxi.html
.

5 comentários:

  1. Richard,
    o "smart money" esta' em prevencao -www.zeri.org - ninguem pode provar a sua tese ou a tese deles. Quem tem controle maior e' o sol e seus ciclos e ha' sim uma grande probabilidade de resfriamento adiante. O resto meu caro e' pura manipulacao usando o ambiente como desculpa
    GM

    Former CIA Deputy Director Gives A Stunning Reason Why Obama Has Not Attacked ISIS' Oil Infrastructure
    --http://www.zerohedge.com/news/2015-11-29/former-cia-deputy-director-gives-stunning-reason-why-obama-has-not-attacked-isis-oil
    [---]
    Meanwhile, the real reasons behind ISIS massive wealth build up: the illicit oil trade facilitated by, and involving NATO-member state Turkey, whose president and his son collect billions in illegal profits by arranging the charter of Islamic State oil to Israel and other international buyers of ISIS' cheap oil, and which involves such "highly respected" commodity traders as Trafigura and Vitol, continues to this day, and only Putin has done anything to put a dent in it.

    For those who can't believe any of this (and it took us quite a while to realize this is not some elaborate prank) here is the clip proving the former CIA deputy director actually said it all.
    --https://www.youtube.com/watch?v=TgMgjPzXqg4
    CIA On ISIS Oil

    ResponderExcluir
  2. Marcelo Gonzaga de Magalhães Gomes30 de novembro de 2015 01:33

    Belo Horizonte. È Richard eu li seu livro assisti várias palestras publicadas no youtube vejo que é dificil combater esse órgao internacional e a mídia televisiva da Globo e outras emissoras brasileiras. Voce viu no fantástico hoje 29/12/15 o que eles falaram é a mesma balela, informações ridículas, entrevistam uns caras que deve ser renomado na ciencia climatológica falando a mesma coisa que deve diminuir o co2....outro faz uma conta na calculadora se reduzisse 50% de emissão dá um gráfico com emissão baixa..aí a reporter olha o resultado e espanta nossa tudo isso! ....outra reporter explica que o o efeito estufa é como um cobertor cobrindo o planeta....meu deus como pode acreditar nisso. Pensava que depois da entrevista do Prof. da USP Ricardo Augusto Felício no programa do Jô a globo iria pensar melhor sobre o assunto e parar de noticiar esta balela de aquecimento, derretimento das geleiras....É Richard fico desanimado com isso...e outra como está dito no seu livro: e os bois e vacas da índia que não falam nada delas acho que elas não peidam então está fora da estatísticas. Meu deus que coisa ridícula... ùnica coisa que estamos certos que daqui uns 10 anos irar verificar que não acontecerá nada que eles estão dizendo mesmo taxando nosso carbono aplicando multas pelas queimadas na amazonia, creio que depois de uma década e verificar que não aconteceu nada que eles noticiaram vão ter que devolver as multas e cancelar essas políticas públicas se isso será possível.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia a todos .
    A poucos anos atrás em jornais da Inglaterra , estavam tentando proibir a entrada de carne bovina brasileira na Europa , sob o pretexto de estarmos destruindo as nossas florestas para colocar o boi e pelas elevadas emissões de metano da nossa boiada .
    Mas eu pergunto ; o rebanho europeu , os antilopes africanos e outros herbívoros , o rebanho norte americano e os bovinos e bubalinos indianos que é maior rebanho do planeta , não liberam metano !
    A acusação é sobre o rebanho brasileiro pois nós somos os maiores exportadores e competimos no mercado com eles (principalmente irlandeses) .
    Não existem bons mocinhos lá fora , o que existe é interesse comercial disfarçado de ambiental .
    Herói é o agricultor brasileiro que tem a mais severa lei ambiental do mundo , sem ajuda e sem compensação alguma .

    ResponderExcluir
  4. Muito mais que uma estratégia econômica, vejo sob o ponto de vista do Professor Olavo de Carvalho, concordando em gênero e grau, no sentido de que se busca um governo único, a quebra das soberanias dos países, dividindo o planeta em áreas de comércio, implicando na inexistência de um motivo que mantenha uma coesão da humanidade na busca de um interesse que não lhes é afeto, já que não haverá mais guerras, e sim, meras incursões militares.
    Dito isto, há a necessidade de se buscar um inimigo comum a todos. Mas o que poderia causar uma comoção geral a ponto de que toda a humanidade se una em busca de um interesse único? Que interesse seria este?
    Viria bem calhar aqui uma ameaça externa, extraterrestre, mas o quão difícil ou impossível seria sustentar uma farsa de proporção planetária? Então recorre-se a um plano B, o de uma catástrofe planetária causada pela intervenção do homem, o aquecimento global.
    Isso manteria a humanidade coesa, enquanto é regida por um governo único e totalitário.
    * Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=zNa6DaDHjN8, entre outros.

    ResponderExcluir
  5. Elisandro Rogério Costa4 de dezembro de 2015 09:43

    Richard,
    como faço para comprar seu livro? Procurei em algumas livrarias, aqui em Salvador, não encontrei. Disseram que o livro existe, que tá registrado na Biblioteca Nacional mas não está à venda em livrarias. Por que isso?
    Elisandro

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.