domingo, 26 de junho de 2016

Sistema é falho para detectar tornados e microexplosões climáticas

Rafael Regiani
Quando será a próxima tempestade? Brasil avançou na última década, mas continua despreparado para evitar tragédias naturais.
Faltam equipamentos
Nos últimos cinco anos, o Brasil passou de 20 para 39 radares meteorológicos. Estimativas apontam que o país precisaria de mais 40 para ter uma boa cobertura.



Falta mão de obra especializada
Segundo especialistas, o Brasil tem hoje uma carência de pelo menos 70 profissionais – são cerca de dez. Sem eles, mais de dez radares instalados em 2015 terão falhas na operação.

 
Faltam recursos
Um radar de alta definição, como o instalado em SP nesta semana, custa aproximadamente R$ 2 milhões. Sua manutenção anual sai por cerca de 30% desse valor.


Falta sinergia
Microexplosões e tornados devem ser previstos com antecedência. O Brasil ainda está longe de ter um sistema como o americano, em que a população é alertada por celular, televisão e sirenes nas ruas. 


Fontes: Cemaden, o engenheiro Mario Thadeu de Barros, da Poli-USP, e o meteorologista Carlos Augusto Morales, do IAG-USP

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/06/1783212-sistema-brasileiro-para-deteccao-de-tornados-e-limitado.shtml
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.