sábado, 20 de março de 2010

CO2: discussão de bêbados

Richard Jakubaszko
Debater, ou mesmo polemizar, nos faz crescer. Pelo menos essa é a minha opinião. Brasileiros, definitivamente, não gostam de debate, muito menos de polêmica, consideram que quem tem ideias diferentes é um "inimigo", ou pessoa não confiável, que defende interesses escusos. E ficam escondidos dentro de suas carcaças de caramujo. O debate só vale em buteco, para polemizar sobre futebol ou política.

A internet e suas redes sociais, por exemplo, estabeleceram um novo paradigma e espaço para confronto de ideias, e na divulgação de questões não debatidas às claras através da grande mídia. As TVs, seja pelos noticiários, ou por programas abobalizantes, programas de auditório, as telenovelas e os BBB, afogam a população com conceitos "vendáveis", de caráter comercial, em formato superficial e infantil.

Impingem o "politicamente correto", a mediocridade das mediocridades imposta pelos governos norte-americanos ao planeta, que são incapazes de olhar o próprio umbigo, mas gerenciam e "xerifam" o planeta conforme seus interesses e necessidades políticas e econômicas. Plantam em nossa sala um porco-boi para que nós resolvamos os problemas.

Pois agora os americanos resolveram voltar a construir usinas nucleares. Depois de mais de 39 anos em branco, serão instaladas 4 usinas de uma só vez, argumentam que são "limpas, renováveis e confiáveis", portanto, ambientalmente adequadas. Barack Obama autorizou isso dias atrás, o Congresso já sacramentou, tudo rapidinho, e politicamente correto.

Desta forma, passam atestado de boa conduta aos objetivos iniciais propostos por Bush (pai) e a ex-ministra da Inglaterra (Thatcher) sobre a questão do aquecimento, em que a emissão do CO2 é o culpado de tudo. Como acontece em briga de bar cheio de bêbados, eles (EUA) começam a resolver seus problemas e agora saem do bar em pleno embate, o assunto não interessa mais, os bêbados (nós) que se resolvam, pois eles começam a dar solução prática dos problemas deles de geração de energia elétrica, com o aplauso dos eleitores, antes impossível porque a população não queria, pelos antecedentes de vazamentos radioativos.

Pelo que é possível perceber ainda tiveram lucros com o comércio financeiro nas bolsas ao comprar e vender créditos de penitência por redução de emissão de CO2. Teve prêmio Nobel e Oscar de melhor documentário, tudo dentro do melhor figurino americano de "administrar" o planeta. Depois dos EUA irão construir novas usinas nucleares na Europa, pois as usinas térmicas (diesel) são consideradas como pior solução, e as hidrelétricas impossíveis de uso por parte deles.

Aqui no Brasil as hidrelétricas são combatidas pelos ecologeiros, que não apresentam quaisquer alternativas (afora proibições) além da eólica e da solar, incapazes de armazenar / estocar energia a baixos custos.

Ou seja, EUA e Inglaterra plantaram a ameaça do "aquecimento", botaram culpa no petróleo finito e poluente, mas triplicaram o preço do petróleo e ganharam mais dinheiro com isso, não assinaram e nem se comprometeram com nada, nem em Kyoto e nem em Copenhague. E nós, índios guaranis e tupiniquins, ficamos aqui discutindo "queimadas", emissão de CO2, proibição de hidrelétricas ou implantação de Código Florestal, sustentabilidade...
Discussão de bêbados, isso sim.

O Al Gore devia era ter uma crise de vergonha na cara e devolver o Nobel e o Oscar... esse nem precisa, que use a estatueta como peso de papel, ou como trava para segurar a porta em dia de ventania, não serve para nada.

Para quem deseja acompanhar um debate sobre a questão do aquecimento pode clicar no link a seguir, que leva a rede social do Peabirus, onde tenho o artigo "CO2: a unanimidade da mídia é burra". Por lá esse artigo já ultrapassou mais de 3.500 visitas: http://www.peabirus.com.br/redes/form/post?topico_id=20238&pag=1&order= 

Esse mesmo artigo está aqui no blog (outubro/2009, clique no link http://richardjakubaszko.blogspot.com/2009/10/co2-unanimidade-da-midia-e-burra.html ), e nos "comentários", no rodapé do mesmo, dou links para diversos documentários da BBC, ancorados no Youtube, sobre a questão do aquecimento, que valem a pena serem vistos.

OBS, em 19/04/2016: o texto acima, publicado em março de 2010, volta e meia reaparece como um dos mais lidos da semana, mesmo 6 anos depois. Curioso, talvez pelo título chamativo, por causa disso acredito que o artigo ganhe um click de gente que pesquisa do Google e deseja ler algo sobre uma "discussão de bêbados", uma piada, enfim, e não um texto sobre CO2, e sobre o aquecimento.
A quem desejar mais informações sobre o tema, clique na capa do livro, na aba lateral, título "CO2 aquecimento e mudanças climáticas: estão nos enganando?". O texto do livro mantém a mesma ironia e humor cáustico do artigo acima, porém com informações de conteúdo e em profundidade sobre a mentira do aquecimento. Para adquirir o livro, que não está à venda em livrarias, ligue 11 3879.7099 - com Cristiane, ou envie e-mail para co2clima@gmail.com que a gente informa como fazer o pagtº e vc recebe o livro em casa, autografado pelo autor.
_

3 comentários:

  1. Marcos Miguel de Arruda, de Maringá-PR20 de março de 2010 22:35

    Richard,
    é assustador, aterrorizante mesmo, pensar que os americanos e ingleses plantaram esse negócio do aquecimento só para vender usinas nucleares. Se a gente pensar que eles plantaram também esse trem de que o petróleo é "finito", só para aumentar os preços, como se anda dizendo por aí, a questão da gripe suína destruidora é fichinha, uma insignificância, afinal vai vender vacina, e isso nem é tão ruim...
    Marcos Miguel

    ResponderExcluir
  2. Thomas Fendel, Paraná26 de março de 2010 10:38

    Além de recolher a estatueta deste meliante, tem-se que colocar o vagabundo atrás das grades, para aprender a não mentir, a não enganar... a ser gente.
    E que sirva de exemplo aos eco-falastrões que conseguem manter o quinto mundo na Ignorância, com lavagem cerebral, feito religião, feito a porca campanha contra o maravilhoso e nutritivo (para as plantas) CO2... tal qual essa pouca vergonha de apagar as luzes.
    Neste horário vou ligar tudo o que me for possível, para aumentar o consumo de energia... e conclamo os racionais a fazerem o mesmo, a mostrar aos ladrões, que nem todos somos idiotas...
    HEB[ ]s
    Engº Thomas Fendel, Paraná

    ResponderExcluir
  3. Vera Lúcia Hofmeister, P.Alegre16 de outubro de 2011 12:35

    Richard
    muito lúcido o seu comentário. Somos uns panacas, inegavelmente, e bêbados incorrigíveis!!!
    Vera Lúcia Hofmeister

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", no "Selecionar perfil' e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.