quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Roberto Rodrigues: propõe um inédito plano de governo para o Brasil

Richard Jakubaszko 
Entrevistei o engenheiro agrônomo Roberto Rodrigues para o Portal DBO, onde ele faz uma proposta inédita de governo. É o agronegócio, com alimentos para todos, a autêntica vocação nacional, diz o ex-ministro da Agricultura.

"Todos os produtores rurais - e especialmente os cidadãos urbanos - serão beneficiados; a sociedade em conjunto pode nos tirar da crise", argumenta Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura no governo Lula e coordenador do GV Agro, centro de inteligência do agronegócio da Fundação Getúlio Vargas.

Por sua estrutura e propósito, o GV Agro posiciona-se como um think tank voltado ao agronegócio brasileiro e seu desenvolvimento. Como tal pretende participar da discussão da agenda de políticas públicas e privadas pertinentes ao setor.


.

8 comentários:

  1. Richard, paz e bem. Interessante colocações do Roberto Rodrigues. Visão global do mundo de hoje. Fome relacionada com a paz. "A Paz é fruto da Justiça!" escreveu o profeta Isaías.
    Uma questão poderá ser mais aprofundada: QUALIDADE DO ALIMENTO PRODUZIDO PELO BRASIL!
    Dias atrás o episódio da Carne Fraca. Carne brasileira sendo rejeitada ou posta em dúvida quanto à sua qualidade nos grandes mercados internacionais. No próprio mercado nacional de consumo vemos isso. Cachaça boa tem que ser mineira, vinda de Salinas. O queijo bom é da Serra da Canastra.
    Enfim, não podemos esquecer do papel fundamental do consumidor na produção do que quer que seja.
    Saudações franciscanas de Frei Alamiro.

    ResponderExcluir
  2. Outra questão que deve entrar no Projeto de Brasil do Professor Roberto Rodrigues é
    1 - a cultura do desperdício alimentar na qual vivemos. Se o objetivo é combater a fome e construir a Paz não se pode continuar com tamanho desperdício de alimentos.
    2 - É muito pequena a consciência que somos um povo brasileiro, um Brasil. Para dificultar ainda mais se trata de uma população politicamente em estado de coma induzido. Somos um país invadido, pilhado com a cumplicidade de brasileiros, escarnecido pela opinião pública mundial e é insignificante a reação do Povo brasileiro anestesiado.
    Saudações franciscanas.

    ResponderExcluir
  3. Anderson Nora Ribeiro15 de setembro de 2017 13:25

    Richard,
    Gostaria de parabeniza-lo pela entrevista.
    Fantástica!
    Vou tentar encaixar para divulgarmos a mesma em nossas redes sociais.
    Um dado ali comentado me chamou a atenção e gostaria de estudar mais ele.
    Você comentou e o Roberto confirmou a redução do valor da cesta básica no Brasil, em 5% ao ano, nos últimos 20 anos.
    Pode me indicar uma fonte onde eu consiga detalhes desses números?
    Tentei buscar no google, mas não encontrei essa evolução ao longo dos anos, descontada a inflação.
    Grande abraço e parabéns novamente!
    Anderson
    Ger Marketing
    Microquímica

    ResponderExcluir
  4. Richard, parabéns pela excelente entrevista! Nosso "eterno Ministro da Agricultura" sempre nos brinda com seu conhecimento, visão e clareza. É muito bom saber que temos ainda autoridades de verdade no Brasil.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. MarioErnesto Humberg15 de setembro de 2017 16:52

    Caro Richard - ótima entrevista com uma das lideranças mais lúcidas deste País. Abraço

    ResponderExcluir
  6. A entrevista está ótima, e como sempre as colocações do Professor Roberto Rodrigues são muito didáticas e claras. A questão agora é desenvolver uma estratégia envolvendo todos os setores da economia brasileira para fechar questão em torno da plataforma proposta:"Segurança Alimentar Global". Como conseguir a adesão das lideranças dos setores públicos e privados? Parabéns a ambos, entrevistado e entrevistador, e vamos em frente para que o governantes a serem eleitos em 2018 abracem esta causa com convicção!

    ResponderExcluir
  7. PARABÉNS PELA ENTREVISTA E AO ENTREVISTADO. A ideia de que ser agrícola é ser atrasado é do tempo da enxada. A agricultura atual envolve tecnologia complexa. É preciso convencer os brasileiros disto.

    ResponderExcluir
  8. josé maria salgado desouza19 de setembro de 2017 10:53

    José Maria Salgado
    Excelente entrevista.Roberto Rodrigues( meu contemporâneo de Faculdade-ESALQ)sempre defendeu essas idéias em relação ao agronegócio,de maneira competente e incansável.Foi ministro da agricultura e acompanhamos sua luta para introduzir necessárias modificações em seu próprio ministério e as grandes dificuldades que teve devido a pressões políticas,administrativas e ideológicas.
    Comparem isto ao tamanho da dificuldade em implementar aquelas idéias em âmbito nacional.Será necessário que um grande líder que se conscientize e tenha habilidade suficiente.No momento que líder se vislumbra? Porém,devemos continuar a lutar por essas brilhantes idéias do Roberto Rodrigues.
    Outro aspecto importante levantado é a criação de cooperativas para sobrevivência de pequenos e médios agricultores ( para superar falta de escala/custos)evitando aumento de concentrações e problemas de evasão do campo( problemas sociais e suprimentos interno)


    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", no "Selecionar perfil' e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.