segunda-feira, 8 de julho de 2013

Café anticrise, na Agro DBO.

Richard Jakubaszko
Agro DBO 46 exibe na capa
linda foto, típica paisagem
rural das Minas Gerais,
autoria do barista Ensei Neto,
e que foi a escolhida do
Tostão, saudoso desse visual
bucólico que nos encanta.
Os destaques da edição de julho 2013 da Agro DBO estão na cafeicultura e na crítica situação dos desperdícios de alimentos.
No café, em matéria do jornalista Antônio Sérgio Souza, registramos que a atual safra, num ano de baixa produção devido à bienalidade, e que está acompanhada de preços empatando com os custos de produção, pode proporcionar, para alguns produtores, em períodos de crise, certa rentabilidade por conta de se produzir café de alta qualidade, que atenda ao consumo de nichos de mercado, que se prontificam a pagar um valor maior pela qualidade que recebem.

A família Delarisse é a entrevistada na matéria de capa, já ganhou a maioria dos prêmios de qualidade de café, e cujas lavouras foram implantadas em área de um vulcão extinto lá nas Minas Gerais.

Na abordagem sobre desperdícios de alimentos, uma reportagem do jornalista Ariosto de Mesquita traz análises e sugestões sobre o que se pode fazer para reduzir as perdas, especialmente nas lavouras, e ainda no armazenamento e transporte, pois muitas vezes essas perdas são sutis e quase invisíveis aos olhos dos atores envolvidos, mas se traduzem em grandes prejuízos individuais. Na sequência, temos um artigo da engenheira agrônoma e especialista em hortifrutis, Drª Anita Gutierrez, da Ceagesp de São Paulo, sobre as perdas de peso, qualidade e valor dos hortifrutigranjeiros, processo que normalmente se agrava após a saída da grande central atacadista. Em tema paralelo, a segurança alimentar, destaque para a entrevista com o novo representante da FAO no Brasil, o engenheiro agrônomo boliviano Alan Bojanic.

Com esta edição, Agro DBO completa seu primeiro ano de circulação mensal, como sucessora da revista DBO Agrotecnologia, lançada em 2004 e até então com periodicidade bimestral.

Ao longo das 11 edições publicadas desde agosto de 2012, Agro DBO seguiu e alargou o caminho aberto pela DBO Agrotecnologia como revista totalmente focada em agricultura. Renovada plástica e editorialmente, ganhou novos colunistas, reportagens, análises de mercado, além do acompanhamento dos principais assuntos de interesse para a agricultura.

As manifestações recebidas de novos e antigos leitores, divulgadas regularmente na seção Do Leitor, sugerem que estamos em bom rumo. Nosso objetivo é continuar avançando, com a agregação de novos conteúdos e a consolidação de Agro DBO como veículo de referência em informação e reflexão sobre a atualidade agrícola brasileira.

Como passo importante para o fortalecimento da publicação e de sua imprescindível independência editorial, bem como para a qualificação permanente do universo de leitores, a Agro DBO lança nesta edição o sistema de assinatura paga para novos interessados. Assim, a partir de agosto, também o assinante que já nos honra com a leitura, receberá uma proposta especial de adesão, como se informa no comunicado publicado às páginas 18 e 19.

Quem tiver interesse em ler a edição virtual, de ponta a ponta, pode acessar nosso site: www.agrodbo.com.br

No vídeo abaixo Tostão (José Augusto Bezerra) fala sobre a edição de julho da Agro DBO:


.

2 comentários:

  1. Mario Ernesto Humberg8 de julho de 2013 18:50

    Caro Richard – parabéns pelo primeiro ano da Agro DBO, demonstração da qualidade editorial que vocês conseguiram imprimir! Nossos votos de que a revista continue crescendo e informando sobre o agronegócio nos próximos anos.
    Abraço
    Mario Ernesto Humberg
    Presidente e Consultor Sênior
    CL-A Comunicações

    ResponderExcluir
  2. Richard,
    e por falar em desperdicio e cafe', veja os artigos abaixo onde Chido Govero aproveita as perdas da producao de cafe' (ate' 99.7% da biomassa que nao vira cafezinho) na producao de cogumelos.
    SDS
    Gerson
    ===
    http://www.zeri.org/ZERI/Chido_Govero.html
    CHIDO GOVERO AND THE KINGDOM OF MUSHROOMS
    ===
    http://theblueeconomy.org/blue/Innovations.html
    The Blue Economy Innovations
    ===
    http://theblueeconomy.org/blue/Case_3.html
    Case 3: From Coffee Pulp to Protein
    ===
    http://theblueeconomy.org/blue/Case_3_files/Case%203%20Coffee.pdf
    Coffee : Export Crop Provides Food Security
    convert methane to CO2, secure food, generate 50 million jobs on farms and inner-city
    The Market
    In 2009 the world consumed 126 million bags of coffee, good for 7.5 million tons of
    green beans ready to be roasted. Few people realize that harvesting, processing,
    roasting and brewing coffee discards an estimated 99.7 percent of the biomass. While
    only 0.2% acquires value on the market, the remainder -rich in caffeine- is wasted. An
    estimated 12 million tons of agricultural waste is left to rot, generating millions of tons of
    methane gas, contributing the climate change. This makes coffee one of the most
    wasteful consumer products.
    ===

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.