domingo, 10 de maio de 2009

O câncer, em vias de ser curado? Queira Deus que sim.

Richard Jakubaszko 
Tullio Simoncini é um médico oncologista italiano que descobriu algo simples e que considera como a causa do câncer. Chegou a essa conclusão raciocinando, observando e pensando de forma diferente do que pensa a comunidade científica, e sem mistificar, melhor dizendo, sem esconder o jogo, com o objetivo de, depois, “agregar valor aos seus serviços”. 
O médico observou que todo paciente de câncer tem aftas. Isso já era do pleno conhecimento da comunidade médica, mas “o pequeno problema” sempre foi tratado como uma infecção oportunista por fungos – mais conhecida entre os médicos como Candida albicans
Por isso, quem tem alguma noção de medicina ou de como funcionam as defesas do corpo humano, entra em pânico se as chamadas aftas aparecem, invariavelmente na boca. As aftas aparecem não apenas em quem tem câncer, mas também em quem tem AIDS, pois nesta doença o sistema imunológico humano fica altamente comprometido. 
A comunidade científica sempre considerou o aparecimento das aftas, portanto, como reflexo de sistema imunológico comprometido e fragilizado, como nada mais do que uma infecção oportunista, e a tratava como tal, de forma secundária. 
O câncer, na grande maioria das vezes, é a reprodução incontrolada de nossas próprias células, daí as dificuldades de sua cura, pois invariavelmente os tratamentos químicos e radioterápicos são altamente tóxicos ao corpo humano, destroem células doentes e também as sadias, provocam inúmeras reações alérgicas. E não impedem sua proliferação em outras partes do corpo. 

O médico Tullio Simoncini achou muito curioso que todos os tipos de cânceres tivessem essa característica, ou seja, vários são os tipos de tumores, mas quase todos têm em comum o aparecimento das famosas aftas no paciente. Então, pode estar ocorrendo o contrário – pensou ele. A causa do câncer poderia ser o fungo. O raciocínio do médico é cristalino, pois ele argumenta que a reprodução incontrolável das células – o câncer propriamente dito – nada mais seria do que uma defesa de nosso organismo contra o invasor, nesse caso o fungo Cândida albicans. Ou seja, quando se reproduzem as células, o nosso corpo está nos dizendo que está se defendendo. 
É como a febre, e que é tratada como doença, e não a sua causa, geralmente uma infecção por vírus ou bactéria. Mas a febre pode nos matar, ou causar sérios danos, caso não seja controlada. Nesses casos combatem-se os dois problemas, febre e infecção, mas nos casos dos cânceres, não. Só o câncer é tratado, e o fungo recebe terapia secundária onde é visto, geralmente nas mucosas da boca. 
Em abril 2008 publiquei aqui no blog o artigo “Alergia: decifra-me ou te devoro”. O artigo repercutiu de forma surpreendente, ajudou alguns alérgicos a se reconhecerem como tal. A partir da conscientização conseguem minimizar as consequências dos efeitos negativos que o nosso próprio corpo nos infringe. 
Nesse artigo comento o desconhecimento e a não importância dada pela comunidade médica aos fatores alérgicos, e destaco que, pelo menos nas minhas alergias a alimentos, como banana, chocolate, batata, feijão preto, leite e outros alimentos, todos eles são, quando na lavoura, altamente suscetíveis a fungos. 
Diante disso lembrei-me de uma afirmação de um médico octogenário, muitos anos atrás, que me disse que alérgicos dificilmente seriam acometidos por cânceres. Como não existem dados científicos a esse respeito essa afirmação sempre cai no vazio. Mas estou sempre alerta nesta questão. O artigo está no link:
http://richardjakubaszko.blogspot.com/2008/04/alergia-decifra-me-ou-te-devoro.html  

Para tratar o fungo Cândida albicans, e curar o câncer, o médico italiano Tullio Simoncini usa um dos medicamentos mais simples que a farmacoterapia conhece: bicarbonato de sódio. Trata seus pacientes com bicarbonato de sódio, não apenas ingerido, mas aplicado diretamente sobre os tumores, e tem obtido curas completas em 3 a 4 aplicações. 

Para quem se interessar por saber mais nesse assunto clique no link abaixo. O médico fala em italiano, mas tem legenda em espanhol, e nesse site existem muitas informações adicionais sobre o tema. http://www.curenaturalicancro.com/ 
Lá estão os métodos utilizados para aplicação do bicarbonato de sódio sobre os tumores. O médico afirma que quaisquer tumores podem ser curados com esse tratamento simples e barato. Bem que o livro de homeopatia recomenda tratar tumores com borax, que é o remédio homeopático para aftas. Afinal, uma boa notícia em meio a tantas ruins. 

Outros endereços: o vídeo, onde o médico italiano mostra a evolução do tratamento até a completa cura em 4 casos. Mas esse site aparentemente apresenta problemas. 
Nesse caso vá para esse link http://www.cancer-fungus.com/sub-v1pt/sub-pt.html  

Site em Português. Clicando nas bandeirinhas no alto da página muda-se o idioma: http://www.cancerfungus.com/simoncini-cancro-fungo.php#  

Evidentemente o Doutor Tullio Simoncini tem encontrado muitas resistências na comunidade médica internacional, em especial dos laboratórios farmacêuticos, o que seria um espanto se acontecesse o contrário. De toda forma, achei muito verossímil o raciocínio desse italiano. 

Queira Deus que isso seja verdade, iria salvar milhares de vidas e amenizar muito o sofrimento de outro tanto de seres humanos. Tenho, como todo mundo, um pequeno grupo de amigos que batalham contra essa doença, e sofro com eles e por eles, mas nunca perco a esperança.
ET. Existem milhares de páginas no Google se você pesquisar por "Tullio Simoncini".
Outra coisa: para acalmar algumas mulheres que leram o artigo e afirmam ter aftas na boca após o período menstrual, e por isso ficaram preocupadas, informo que muitos médicos consideram isso normal, em especial após uma regra volumosa. Mas é bom pesquisar, evidentemente, se existem repetições frequentes das aftas.
Aproveito para lembrar que não sou médico, sou apenas um jornalista, curioso pelas coisas da vida, que procura se aprofundar nas questões que me chamam a atenção.
_

8 comentários:

  1. Recebi e-mail de Roberto Barreto, de Catende:
    Interessantíssimo.
    Abs, RBdC

    ResponderExcluir
  2. Recebi por e-mail:
    Boa nova – simples, como as boas idéias
    Rogerio Ruschel, Cotia-SP.

    ResponderExcluir
  3. Recebi e-mail do jornalista José Carlos Cafundó:

    Caro Richard,
    Tenho um filho, Mauro, mestrando em bioquímica e farmácia (Unesp-Araraquara) que participa de pesquisas com oncoprotetores.

    Ao ver notícia em seu blog, passei para ele que é bastante interessado no assunto.

    Eis as observações dele:

    Depois de ler esse texto no site, acho que o bicarbonato de sódio funciona como efeito placebo. Lembre-se de que nossa mente pode superar o nosso corpo.

    A teoria de que câncer é causado por fungo não é nova. Já sabemos que outros microorganismos podem provocar câncer em certas situações (HPV, HTLV, S. pyogenes etc.). As pessoas que frequentemente têm afta na boca, possuem um sistema imunológico comprometido de alguma forma. E nosso sistema imunológico também é responsável pela vigilância e eliminação de células cancerígenas.

    Á luz da ciência, a teoria dele tem várias falhas que, no entanto, poderão ser eventualmente sanadas submetendo-se as teorias à comprovação científica. Se isso se mostrar verdade, realmente seria uma grande revolução. Se não, valeu a tentativa. Mas minha opinião é que esse médico deixa a desejar e quer vender o 'peixe' dele, aproveitando-se da falta de conhecimento dos pacientes.

    Me faz lembrar o cara nos EUA que afirma que a maioria das doenças modernas são simplesmente porque bebemos pouca água…

    Perdi um dos meus melhores amigos de infância para o câncer, a gente brincava em Cabo-Frio quando tinhamos uns 11 ou 12 anos, ele não chegou aos 15… Tenho parentes que estão enfrentando o câncer agora mesmo.

    É claro que a gente deseja imediatamente que a solução seja assim tão simples!

    Pode até ser, mas é necessário pensar claramente e desconfio que há algo errado na teoria do Dr. Tullio Simoncini.

    Pensei nas seguintes perguntas a serem respondidas:

    1.Se o câncer ocorre ao redor de uma infestação de cândida qual é a dificuldade em demonstrar que ela sempre está ali? Deveria ser fácil provar a teoria

    2. Qual é o interesse em abafar o fato? Suponho que seria o de impedir a queda das vendas dos medicamentos para quimioterapia, mas gostaria que ele apontasse isso claramente

    3. Entendo a indústria farmacêutica impedir o governo e a mídia, mas o que tem impedido os médicos e associações de vítimas do câncer?

    4. Mesmo que se comprove a presença de cândida em todos os casos de câncer é necessário explicar como o fumo ou certos alimentos favorecem a infecção por cândida (que à propósito é parte da nossa flora natural até onde sei).

    Pesquisei um pouco e encontrei um artigo no SCIELO (que costuma ser bem sério) demonstrando que menos de um terço dos casos de câncer na boca estão associados ao fungo cândida (que a propósito faz parte da nossa flora normal).

    No Yahoo! Answers tem uma resposta desqualificando sensatamente as suposições do dr. Tullio Simoncini.

    O golpe mais duro está no blog Dokter Lutser (em Inglês) que expõe denúncias de fraude e conta boa parte da trajetória do médico...

    Além disso, dar falsas esperanças pode ser um veneno mortal, por isso eu seria cauteloso ao repassar essa informação e mais ainda em indicar esse tratamento.

    Faça sua prórpria pesquisa, consulte seu médico e use seu próprio senso crítico.

    Tem um post muito bom no Lablogatórios intitulado Bicarbonato de sódio NÃO cura o câncer.

    RESPOSTA DO RICHARD:
    Cafundó, não ficou claro no seu e-mail onde termina o texto do seu filho e onde começa o seu.
    1 - Lamento que os endereços passados no e-mail tenham perdido o link, mas lembro que alguns desses links estão citados no meu texto, assim como a sugestão aos leitores de pesquisar no Google, onde está, inclusive o blog "bicarbonato não cura o câncer"
    2 - não sugeri e nem recomendei como definitiva a descoberta do Dr. Tullio Simoncini. Assinalei apenas "Queira Deus!" já no título, e dei minha opinião, como alérgico, sobre algumas questões, por achar crível o raciocínio do médico italiano. Eu já havia recebido um desses e-mails com essa notícia, mas não dei bola. Só depois, quando fui pesquisar, ver a entrevista, ler muitas opiniões, é que resolvi postar o meu texto e os links.
    3 - recebi inúmeros e-mails de médicos amigos, e nenhum deles tem opinião definitiva sobre o assunto, apenas querem mais informações.
    4 - informações (e opiniões) no Google, dão conta que o Dr. Simoncini estaria sendo processado e até mesmo proibido de clinicar na Itália. Parece ser uma invenção, pois amigos meus contataram o Dr. Simoncini por telefone (e ele estava em consulta) para opinar sobre um paciente com câncer, e ele pediu apenas o relatório do médico brasileiro para poder avaliar. O assunto está em andamento.
    5 - assim como são ruins opiniões definitivas de que aquilo que o médico italiano fala é uma mentira, são ruins as falsas esperanças. Da mesma forma, tem gente que acredita em Deus, e tem gente que não acredita em nada.
    6 - lembro que "a mãe" de todas as ciências, como lembra seu filho sobre "à luz da ciência", e à qual ele não deu nome, chama-se, em minha opinião, de "estatística". Parece que é o que falta, também nesse caso, um indicador definitivo para afirmar se o bicarbonato de sódio funciona, ou não.

    ResponderExcluir
  4. Richard, vc é agente das grandes indústrias farmaceuticas? É LÓGICO QUE UM INFORMAÇÃO DESSAS CAUSA DESCONFORTO NA COMINIDADE MÉDICA
    , MAS QUANDO EINSTEN PROVOU A TEORIA DA RELATIVIDADE A QUASE 100 ANOS TODOS OS CRUCIFICARAM TBM DEVIDO AS TRADIÇÕES CIENTIFICAS E DECADENTES, PORÉM MODERNAS PARA AS SUAS ÉPOCAS!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Felipe,
    releia o texto, acusar-me de ser agente das grandes indústrias não é justo, pois o que escrevi deve trazer para as indústrias o mesmo desconforto que trouxe para a comunidade médica. Como não o conheço, pergunto: você é médico?

    ResponderExcluir
  6. Richard, lamento a minha falta de atenção, pois neste dia estava lendo sobre a "ala da oposição" em relação a estas recentes descobertas. Não sou médico nem quero ser, pois para mim o corpo humano é muito mais do que um aglomerado de compostos,reações, substâncias e elementos químicos tratados de forma mecanica e tecnicista conforme é ensinado nas e quase todas as faculdades.Parabéns pela sua publicação.

    ResponderExcluir
  7. Richard, postei um comentário sobre indústria farmaceutica e estava equivocado sobre minhas interpretações sobre seus trabalhos, peço desculpa e também peço para excluir minha mensagem. Obrigado. Felipe S.

    ResponderExcluir
  8. Ora Felipe,
    pois isso é uma das coisas que não sei fazer aqui no blog. Tampouco sei moderar (alterar, enxugar, consertar os erros gramaticais, por exemplo) dos comentários. Se vc me informar como posso fazer isso, prometo pensar no seu caso...

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", no "Selecionar perfil' e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.