sábado, 24 de abril de 2010

Morreu Shunji Nishimura

Richard Jakubaszko
A agricultura brasileira entra em luto, às vésperas da realização da 17ª Agrishow Ribeirão Preto 2010: morreu hoje, sábado, aos 99 anos de idade, Shunji Nishimura, patriarca e fundador da Jacto Máquinas Agrícolas, Pompéia, SP.
Tive a honra de conhecer em vida o mito Nishimura, e com ele estive várias vezes, desde meados dos anos 1970, quando, em companhia de José Maria Jorge Sebastião, então diretor da Jacto, conversamos muito sobre o que seria a futura colhedora de café, então idealizada por ele. Escrevi, naquela época, diversas reportagens a respeito.
Na última vez que estive com ele, no início de 2008, recepcionou-me no Museu Nishimura, onde guarda milhares de peças, todas em exposição, inclusive os protótipos da primeira polvilhadeira, criada por ele, 62 anos atrás, e também da colhedora de café. 
Registrei tudo em uma reportagem de capa publicada na DBO Agrotecnologia de março/2008, detalhando o que era a Fundação Nishimura. Recebi, dias depois, o relato de que ele soltara algumas breves lágrimas após ler a matéria. Fiquei gratificado, com dever cumprido, pois a intenção era homenagear o mito e aos 60 anos da Jacto, a obra de sua vida.
Em 2008 estava ainda "serelepe" da vida, e com planos futuros... Dias antes havia visitado um médico, e reclamava do aparelho de surdez que usava, que não estava funcionando direito, no seu modo de entender. O médico retrucou que estava tudo OK com o aparelho, e ele então perguntou se o problema era com ele. 
- Não, é só a sua idade, 'seu' Nishimura, disse-lhe o médico...
Aos filhos e descendentes, em especial Shiro Nishimura, envio condolências, e também a todos os meus amigos da Jacto, e presto minha derradeira homenagem ao imigrante e grande líder.
_

6 comentários:

  1. Luiz Fernando Ferraz Siqueira24 de abril de 2010 21:11

    Realmente,
    Homem capaz e trabalhador.
    Um exemplo.
    Luiz Fernando Ferraz Siqueira
    Usina São Fernando
    Dourados, MS.

    ResponderExcluir
  2. Marcos Jank, de São Paulo24 de abril de 2010 23:02

    Richard,
    Triste noticia! Ele foi um sujeito extraordinário.
    Marcos Jank

    ResponderExcluir
  3. José Alberto Caram de Souza Dias25 de abril de 2010 20:02

    Caro Richard
    Registro aqui meus sentimentos pela passagem do Sr. Shunji Nishimura.
    Certamente a obra e o legado desse imigrante japonês jamais passará.
    A contribuição que o Sr. Shunji deixa para os Brasileiros é a de que nada pode ser obstáculo para quem tem perseverança e dedicação. Nada supera o trabalho sério, feito com amor.
    A obra deixada pelo Sr. Shunji está integrada ao alicerce maior e mais forte de nossa economia: A Agricultura.
    A família Nishimura pode ter certeza de que o Sr. Shunji está descansando (no caso dele ainda trabalhando)no campo que Deus reserva para aqueles que souberam utilizar bem o Talento recebido.
    Todos os brasileiros, que hoje se beneficiam da prosperidade que o agronegócio tem trazido ao econômico-social deste país e que, certamente continuará trazendo e gerando às nossas gerações, façam uma oração em silêncio, pedindo a Deus que um novo Shunji surja, para o bem do Brasil.
    Lembro com muita honra e emoção, o dia 27 de julho de 2002, quando tive o privilégio de sentar-me entre o Sr. Shunji Nishimura, Presidente da Jacto Máquinas Agrícolas e o Dr. Antônio Ermírio de Moraes, presidente do Grupo Votorantin. Naquela data, durante as comemorações do 115 anos do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), no auditório do Instituto Agronômico de Campinas, sob a diretoria geral do pesquisador Dr. Cândido Ricardo Bastos, na presença do então Governador Geraldo Alkmim, essas duas personalidades, merecidamente receberam o Diploma de "Personalidade do Agronegócio", mais alta homenagem que o IAC presta a personalidades que se destacam na arte de gerar empregos, produzir prosperidade e dividir com a sociedade os frutos do seu trabalho.
    Sinceramente
    José Alberto Caram de Souza Dias - Pesquisador do IAC
    Campinas, SP

    ResponderExcluir
  4. Richard,
    Parabéns pela homenagem ao Sr Shunji Nishimura. Numa sociedade em que a corrosão de valores se acentua ano a ano, é sempre bom que nos lembrem que gigantes caminharam entre nós.
    Saudações,
    Jorge Hasegawa
    Campinas, SP

    ResponderExcluir
  5. Fernando Penteado Cardoso26 de abril de 2010 12:07

    Anos atrás, no chamado VOVOTUR, levei meus netos a Pompéia para conhecerem a Jacto e seu fundador. "Seu" Nishimura saudou-nos dizendo que queria retribuir o muito que recebera do país e, assim, fundara a renomada Escola
    Prática Agrícola no formato de Fundação que levava seu nome. Um exemplo edificante de ser humano, com notável capacidade empreendedora.
    Nossos sentimentos a seus familiares e a toda equipe da Jacto.
    Fernando Penteado Cardoso

    ResponderExcluir
  6. Richard,
    Triste notícia. Perdemos um grande homem.
    Ronaldo Trecenti
    Campo Consultoria e Agronegócios
    Brasília-DF

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", no "Selecionar perfil' e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.