domingo, 25 de fevereiro de 2018

Que a morte não me alcance solitário sem ter feito tudo que eu queria

Richard Jakubaszko 
No vídeo, ouça a prece dos injustiçados.
O lamento dos humanistas.
O grito de dor por um mundo melhor, menos egoísta, menos ganancioso.
Mercedes Sosa e Beth Carvalho nos aproximam de Gandhi, em música com letra de León Gieco no original castelhano, e versão do gaúcho Raul Ellwanger.
Não há ideologia, há somente fé, um lamento profundo, e um pedido a Deus: para que a morte não nos alcance solitários sem ter feito tudo o que queríamos, nós, os homens de boa vontade. Vale uma pensata...
Para ouvir em pé, com todo o respeito.


.





Um comentário:

  1. Lindissimo Richard. E faz relembrar o nosso querido Almir Sater.
    SDS
    Gerson
    ===
    Tocando em Frente, por Almir Sater
    --https://www.youtube.com/watch?v=SWtjTkixv5M

    Tocando Em Frente
    Almir Sater

    Ando devagar
    Porque já tive pressa
    E levo esse sorriso
    Porque já chorei demais

    Hoje me sinto mais forte
    Mais feliz, quem sabe
    Só levo a certeza
    De que muito pouco sei
    Ou nada sei

    Conhecer as manhas
    E as manhãs
    O sabor das massas
    E das maçãs

    É preciso amor
    Pra poder pulsar
    É preciso paz pra poder sorrir
    É preciso a chuva para florir

    Penso que cumprir a vida
    Seja simplesmente
    Compreender a marcha
    E ir tocando em frente

    Como um velho boiadeiro
    Levando a boiada
    Eu vou tocando os dias
    Pela longa estrada, eu vou
    Estrada eu sou

    Conhecer as manhas
    E as manhãs
    O sabor das massas
    E das maçãs

    É preciso amor
    Pra poder pulsar
    É preciso paz pra poder sorrir
    É preciso a chuva para florir

    Todo mundo ama um dia
    Todo mundo chora
    Um dia a gente chega
    E no outro vai embora

    Cada um de nós compõe a sua história
    Cada ser em si
    Carrega o dom de ser capaz
    E ser feliz

    Conhecer as manhas
    E as manhãs
    O sabor das massas
    E das maçãs

    É preciso amor
    Pra poder pulsar
    É preciso paz pra poder sorrir
    É preciso a chuva para florir

    Ando devagar
    Porque já tive pressa
    E levo esse sorriso
    Porque já chorei demais

    Cada um de nós compõe a sua história
    Cada ser em si
    Carrega o dom de ser capaz
    E ser feliz

    ===

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", no "Selecionar perfil' e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.