terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Brasil: Operação Tapa-buraco

Richard Jakubaszko   
Depois de 2 meses de planejamento e do período de transição de governo, após a eleição no final de outubro último, estamos às vésperas de fechar um mês do governo Bolsonaro, e até agora nada aconteceu, fora o decreto que flexibiliza a compra de até 4 armas de fogo.

Na economia, nada de nadica. Continuam discutindo a tal reforma da previdência, mas alguma coisa de grave aconteceu depois que os militares mandaram recado ao governo de que deveriam ser deixados de fora nessa pretendida reforma. Ora, a reforma da previdência, definitivamente, parece ser uma verdadeira Operação Tapa-buraco, porque não mexe nos privilégios (dos militares, e nem os do legislativo e do judiciário), mas apenas estende o tempo de aposentadoria futura dos trabalhadores CLT.

É perversa essa manobra política com os cidadãos brasileiros, ao alongar o tempo de trabalho e ao mesmo tempo reduzir os benefícios pagos aos futuros aposentados, porque não permite à Previdência uma reforma que a deixe sustentável pelos próximos anos. A hipocrisia da reforma, entretanto, mantém os privilégios das categorias do judiciário, militar e legislativo, garante uma folga no orçamento federal, nos próximos anos, para que se possa pagar aos bancos e rentistas os juros da dívida pública que andam consumindo algo como metade do orçamento, sustentados por uma taxa Selic absurda, a mais alta de todos os países. Me engana que eu gosto...

A reforma da previdência é um caso de polícia, ou de hospício. Mas o que está nas manchetes dos jornais e noticiários das TVs é outro Brasil, é o Coaf... Ou seja, operação tapa-buraco. É uma capa de asfalto bem fininha, toda esburacada, que está sendo consertada...
.
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", no "Selecionar perfil' e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.