sábado, 12 de janeiro de 2013

"Eu estava errado sobre OGMs", diz ambientalista.

Richard Jakubaszko
"Eu estava errado sobre OGM", diz ambientalista em conferência na Inglaterra.

Talvez nada seja mais revelador sobre o intelecto e caráter de uma pessoa do que alterar as ideias. Afinal, mudar sua ideias e convicções sobre algo sugere que você deu a ele tempo e que talvez, apenas talvez, seus primeiros pensamentos estavam incorretos. Costumo dizer que não tenho vergonha de mudar de ideia, porque penso.

Mark Lynas pensou muito sobre OGMs, de milho especialmente. E ele mudou sua cabeça.

Lynas, autor de três livros, incluindo “Seis graus: nosso futuro num planeta mais quente” é geralmente reconhecido como um dos fundadores do movimento anti-OGM em meados da década de 1990 e uma voz crítica da tecnologia OGM. Ele agora declara que estava errado.

Na semana passada, na Conferência de Agricultura de Oxford, no Reino Unido, Lynas fez observações que começaram com um pedido de desculpas surpreendente. "Para o registro, aqui e antecipadamente, peço desculpas por ter passado vários anos criticando os transgênicos. Lamento também que iniciei o movimento anti-OGM em meados de 1990, e que dessa forma ajudei a demonizar uma opção tecnológica importante, que pode ser usada para beneficiar o meio ambiente," disse Lynas.

"Como um ambientalista e alguém que acredita que todos neste mundo têm o direito a uma dieta saudável e nutritiva de sua livre escolha, eu não poderia ter escolhido um caminho mais contraproducente. Agora lamento completamente."

"Então, eu acho que você vai estar se perguntando – o que aconteceu entre 1995 e agora e que me fez não só mudar minha cabeça, mas vir aqui e admitir isso? Bem, a resposta é bastante simples: descobri a ciência, e neste processo eu espero que tenha me tornado um ambientalista melhor."

Foi uma admissão surpreendente de quem é pelo menos parcialmente responsável por muitos países proibirem ou retardarem a pesquisa e a produção de OGMs, como aconteceu no Brasil. Evidentemente que a reação contra Lynas tem sido previsível. Seu site pessoal caiu em audiência com as críticas de todos os ativistas, na maior parte ambientalistas.

Certamente ninguém com as credenciais de Lynas, com o comprometimento com uma causa tão importante como o ativismo ambiental, faria tal inversão na própria ideologia sem uma avaliação cuidadosa. Na verdade, diz Lynas, "mudei ao estudar os fatos sobre OGMs e aceitar a ciência".

Ele enfatizou: "Então fiz algumas leituras, e descobri que uma de minhas crenças sobre OGMs acabou por ser pouco mais do que um verde mito urbano”.

Em alguns sites Lynas declarou que é mais provável que alguém venha a morrer por ter sido atingido por um asteroide, do que ao consumir um alimento transgênico.

Sobre esse tema dos OGMs, mais a polêmica rejeição de alguns puristas contra os agroquímicos, já escrevi diversos artigos, publicados na Agro DBO e na imprensa de uma forma geral, e aqui mesmo no blog. Destaco, entre eles, o "Agricultura é poluição" (DEZ/2007), que pode ser lido neste link: http://richardjakubaszko.blogspot.com.br/2007/12/agricultura-poluio.html

Ou, ainda, o "Tudo o que você precisa saber sobre os agrotóxicos" (NOV/2011), que pode ser lido em: http://richardjakubaszko.blogspot.com.br/2011/11/tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre.html

Este blogueiro entende que muitos outros preconceitos deverão cair, ou serão levados ao esquecimento, com o passar do tempo, entre eles os mitos do aquecimento e das mudanças climáticas. As críticas ao uso dos agrotóxicos é outro mito que deve desaparecer, pois a expectativa média de vida das pessoas aumenta cada vez mais.
.

7 comentários:

  1. Fernando Penteado Cardoso12 de janeiro de 2013 17:12

    Na verdade, diz Lynas, "mudei ao estudar os fatos sobre OGMs e aceitar a ciência". Ah se todos os ambientalistas honestos seguissem este exemplo.

    ResponderExcluir
  2. Boa Richard...
    a do GANGNAM style... foi genial...
    abs
    Tejon

    ResponderExcluir
  3. Richard,

    Eu li a postagem original do Mark Lynas [1] e ela esta' lotada de falacias basicas (algumas repetidas por voce), tipica de um jovem que nao entende nem de ciencia nem de estrategia [2] e se mete a dar palpite sem fazer o dever de casa; veja alguns dos comentarios em [1], bem como referencias abaixo [3], [4], [5], [6], [7] nao quero me extender com isso, estes caras devem achar que repetir mentira faz ela virar verdade?

    Sobre os outros temas, de qualquer forma que voce analise ou critique o filme sobre agrotoxicos, nenhum consumidor quer veneno na mesa seja em que quantidade for e se tiver alternativa ou know-how vai escolher outro caminho melhor. Veja apresentacao da ESALQ sobre a superioridade dos organicos em [5].

    Sobre efeito estufa, ja' cansei de repetir em inumeras postagens neste blog que nenhum lado pode provar nada, todos dois sao o tal do pensamento unico que voce tanto critica, o que podemos fazer e' aplicar o principio da precaucao e inovar [8].

    O milho genetico causara' perdas financeiras a qualquer fazendeiro que o adote, assim como outros GMOs, em qualquer pais onde a rotulagem seja aplicada e populacao educada. Para quem escreveu um livro sobre marketing voce deveria consultar o mercado esclarecido. Alem disso, ha' tanta ciencia contra GMOs de todo tipo que so' mesmo quem nao entende de estrategia [2] ou quem tenha interesses escusos poderia se interessar em promover o assunto em um pais que pode ser lider mundial de producao agricola natural [6], [7]. Recentemente varios artigos apareceram na Internet mostrando pessoas ou empresas que confessaram ter recebido milhoes para espalhar informacao falsa na area medica, politica, etc. Nada de novo...

    "Science is the belief in the ignorance of experts" Richard Feynman

    SDS
    Dr Gerson Machado

    ===
    [1] http://www.fwi.co.uk/Articles/11/01/2013/137081/Mark-Lynas-Why-I-became-pro-GM.htm
    ===
    [2] Good Strategy and Bad Strategy - The difference and why it matters http://goodbadstrategy.com/about-the-book/
    ===
    [3] http://www.i-sis.org.uk/pdf/Papers_on_GM_Hazards.pdf
    GM Science Exposed - Hazards Ignored, Fraud, Regulatory Sham, Violation of Farmers' Rights
    ===
    [4] http://www.i-sis.org.uk/isp/GMOFree.php
    GMO Free: Exposing the Hazards of Biotechnology to Ensure the Integrity of our Food Supply
    ===
    [5] ESALQ - Apresentacao sobre agricultura organica e seus resultados superiores
    http://adaesalq.files.wordpress.com/2012/08/alimentos-orgc3a2nicos-2-prof-adilson-dias-paschoal.pdf
    ===
    [6] Restoration Agriculture - Real-World Permaculture for Farmers 344 pages
    Around the globe most people get their calories from “annual” agriculture — plants that grow fast for one season, produce lots of seeds, then die. Every single human society that has relied on annual crops for staple foods has collapsed. Restoration Agriculture explains how we can have all of the benefits of natural, perennial ecosystems and create agricultural systems that imitate nature in form and function while still providing for our food, building, fuel and many other needs — in your own backyard, farm or ranch. This book, based on real-world practices, presents an alternative to the agriculture system of eradication and offers exciting hope for our future. Item #7170 — $30.00 Order online or call 1-800-355-5313
    http://www.acresusa.com/books/closeup.asp?action=search&prodid=2213&catid=&pcid=2
    ===
    [7] http://www.acresusa.com/toolbox/reprints/Dec12_ShepardInterview.pdf
    Interview - Mark Shepard - Mimicking Mother Nature
    Mark Shepard Takes Permaculture to a New Dimension with Restoration Agriculture
    ===
    [8] Gerson Machado comentarios sobre http://richardjakubaszko.blogspot.co.uk/2012/09/reflexoes-sobre-o-efeito-estufa.html
    ===

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dr. Gerson Machado, gostaria de saber onde vc fez seu doutorado, foi na Unievangélica de Goiás, ou na Uniband? ou se vc é um médico metido a Dr?
      Em que a agricultura orgânica, natural ou biodinâmica é superior a agricultura convencional ou que usa OGM?
      Vc não parece ser um eng. agrônomo, parece mais um escritor mal informado.
      Todos sabem que o Greenpeace tem interesses excusos, e morrem de medo do Brasil. Infelizmente eles têm apoio de alguns poucos idiotas brasileiros como vc.
      Na minha época da Esalq, eu cansei de bater (com argumentos) nos maconheiros visionários das formas de agricultura alternativa, filhinhos de papai e bem alimentados.
      O cidadão que fundou o Greenpeace e o próprio Mark Lynas felizmente acordaram para a realidade dos fatos, são cidadãos que se preocupam com o futuro, que deixaram o égo de lado em prol da verdade. Diferente dos maconheiros rebeldes sem causa que acham bonito destruir a pesquisa alheia sem saber de fato a quem atitudes estúpidas como essa realmente beneficia.
      Agora vc, não têm vergonha de saber quantas pessoas morrem de fome por ano no mundo, por falta de alimentos básicos? Não têm vergonha de saber que morrem por ano mais de 10 milhões de crianças por causa da anemia? Isso seria facilmente resolvido por um feijão com mais Fe, um com 3 cubinhos de carne vermelha.
      Ser doutor meu amigo é ter responsabilidade com aqueles que sustentaram seus estudos....sic(isso é se vc estudou numa escola pública de referência, o que parece não ser o caso)...Ser Dr. é ter responsabilidade com as próximas gerações e tentar ao menos ser um pouco mais sensato já que inteligência não parece ser uma de suas qualidades.

      Só mais uma coisinha, tudo que o Sr. Mark Lynas disse é fato! estão baseados em dados, como a questão das terras e o benefício do aumento de produtividade das áreas agrícolas ao largo dos últimos anos, tudo que o Greenpeace diz é falácia, sustentada por mentiras ou historinhas de terrorismo barato do tipo ...coma isso e seus filhos vão nascer com 3 olhos...
      E por último, métodos orgânicos de produção são ferramentas para uma agricultura convencional racional e profissional, é isso. O resto é conversa de pessoas mal informadas que acham saber demais.
      Marque um debate na Esalq com os maconheiros do Greenpeace e o pessoal que faz ciência e agricultura de verdade, terei o imenso prazer de comparacer.

      Att,

      Paulo Correia, Ph.D.

      Excluir
  4. Gerson,
    o Lynas não é tão jovem assim, lembre-se que nos anos 1990 ele escreveu um livro sobre o tema, e que deve ter sido bom para influenciar tanta gente e tantos países. Só porque ele mudou de ideia não merece a desqualificação "tipica de um jovem que nao entende nem de ciência nem de estratégia.
    Eu continuo com as minhas ideias, como vc vê, seja a respeito de OGMs, agrotóxicos e da enorme falácia do aquecimento. Faz mais de 20 anos que os biodesagradáveis exigem o princípio da precaução... Até quando? É pra valer a precaução pra sempre? Ora, ora... Para com isso!
    Sobre propinas polpudas pra ser a favor de uma ou de outra coisa, lembro que o mundo está cheio delas, de provas e denúncias, verdadeiras e falsas, e tem mais, de todos os lados e posições! Não existem anjos nesses temas ideológicos quando entra o lado comercial, né não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Richard
      nao o estou desqualificando simplesmente porque mudou de ideia mas sim por usar de falacias literalmente idiotas. Portanto a desqualificacao e' de quoeficiente de inteligencia mesmo. Quanto aos outros livros devem ter a mesma falta de qualidade e por definicao so' podem ser especulativos, nao pode provar nem que sim nem que nao. Veja a proposito o artigo abaixo sobre o ciclo do cancer e GMOs.
      Gerson
      ===
      The Cancer Cash Cycle: The Causes of Cancer and Ill Health
      By Colin Todhunter, Global Research, January 11, 2013
      http://www.globalresearch.ca/the-cancer-cash-cycle-the-causes-of-cancer-and-ill-health/5318449

      Excluir
  5. Legal, Richard.
    Valeu muito esta informação.

    Derli - Mapa

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.