terça-feira, 19 de agosto de 2014

JN: entrevista ou interrogatório?

Richard Jakubaszko  
A blogosfera ridicularizou o interrogatório típico de tempos inquisitórios a que assistiu-se ontem no Jornal Nacional.
Mesmo com as limitações impostas pelo exercício do cargo de presidente, a candidata Dilma Rousseff, em minha modesta opinião, saiu-se muito bem.

Com os outros candidatos o JN pergunta o que pretende fazer, questiona superficialmente alguns malfeitos tipo aécioporto, mas abre espaço para críticas ao governo, sem debater as mirabolantes críticas ou propostas.
No caso de Dilma a estratégia não foi ouvir as propostas da candidata, mas de encurralar a presidente, obrigando-a a se explicar sobre os "problemas" atuais, problemas construídos em cima de uma paranoia da classe média alta, devaneios recheados de ódio e críticas improcedentes.

O eleitor? Ora, este não tem qualquer valor, só importa o telespectador.
Até porque, o jornalismo ontem ficou um pouco mais pobre do que já anda, agora beirou a mediocridade.


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.