terça-feira, 27 de julho de 2010

Sou agricultor e alimento as pessoas.

Mairson Santana *
Vivo da agricultura e nela meu pai e meu avô se criaram. Todas as gerações de nossa família vivem no campo ou do campo. Minha alegria está em cultivar a terra e fazer a alquimia acontecer: da semente que eu planto, do meu cuidado em proteger a planta das doenças, dos insetos, as vezes da falta de chuva, as vezes do excesso de chuva, vejo nascer o  pão nosso de cada dia! O alimento da minha família e de muitas famílias que vivem graças ao meu trabalho e de outros agricultores.

Fico feliz que o alimento, o algodão da sua roupa quentinha que estou produzindo, te deixe tão contente e que você nem pense mais no assunto no seu dia a dia. Isso que dizer que estou fazendo meu trabalho tão bem que não lhe dou mais preocupações. Lembra daquele almoço de domingo com a família, todo mundo feliz com arroz, feijão, salada, batata, carne, ovos, leite e frutas? Pois é, estou lá. Pense no seu prato favorito, do que você mais gostaria de comer hoje, amanhã, daqui um ano, dez, cinquenta... eu estarei lá! 

Como o ar que você respira, a água que você bebe, a beleza que você vê no dia a dia, naquele aroma que te faz lembrar o melhor de sua infância, eu, agricultor, honrado e lutador, estarei lá! Você não precisa ter consciência disso, mas sua vida, suas alegrias, suas tristezas, sua glória, nos seus desafios, no seu crescimento, eu sou seu aliado fiel. Vai em frete, tenha sucesso, que a energia de seu corpo, o santuário da tua alma, estará forte e sadia para dar o melhor de você mesmo.

Desde minhas idas ao sítio de meus avós para tomar banho de rio, comer bolo quentinho do forno, tomar suco de laranja e fazer traquinagens, que a minha avó sempre achava graça, até hoje na lida do campo, tenho prazer e sou feliz. Minha vida tem sentido, meus dias são repletos de trabalho e ocupação para o corpo e para a mente. Cuidar das plantas e dos animais dá muito trabalho, mas é uma arte também, saber o que fazer na hora certa para cada uma das frutas, dos vegetais, dos cereais, dos peixes, das vacas, dos porcos, das galinhas, do cheiro verde e das ervas para os chás que minha avó me fazia tomar... essa parte é ruim de lembrar... Erva da santa-luzia com leite, ninguém merece! 

Nós usamos os defensivos para evitar os estragos dos insetos e das doenças de forma correta, pra não gastar muito, respeitando o devido tempo da carência, pois depois vai para a mesa da minha e da sua família, praga é coisa triste moço... e não dá pra matar na unha... se descuidar comem tudo! E aí não sobra nada, nem pra mim e nem prá você!

Meu tempo é do tempo e para o tempo. Tempo de plantar, tempo de colher, de ver frutas selvagens caírem, das revoadas dos pássaros, tempo de recolher lenha para proteger do frio, tempo de correr da chuva, tempo de ver o campo brotar, crescer, florescer e frutificar. Tempo de amar, tempo de sentar na beira do lago e ver o vento fazer a mata dançar e se contorcer no reflexo das águas.

Importante: parece que ser agricultor na Itália tem mais glamour que no Brasil! A gente vê isso na TV todo dia. Por aqui os agricultores são tratados como Jecas e nossa imagem está associada ao desmatamento, a desastre ambiental, a poluição dos rios e outras coisas. Mas isso vai mudar, a gente tem certeza. Nós somos eficientes, geradores de impostos, pilares da economia a séculos (ciclo do pau brasil, cana de açúcar, cacau, café, soja, boi, laranja, algodão, etc.), geramos valor para toda a cadeia do agronegócio e somos os propulsores da pujança vivenciada pelo Brasil nesta última década. 
E continuamos sendo ambientalistas, pois convivemos com a natureza, a gente até já combinou: ela cuida de nós e nós cuidamos dela.

* Engenheiro agrônomo da Agro Norte Pesquisa e Sementes, Sinop - MT, que prestam uma homenagem ao Dia do Agricultor (28 de Julho)!
Colaborou Richard Jakubaszko
_

4 comentários:

  1. José Carlos de Arruda Corazza, de BH27 de julho de 2010 08:36

    Bela e singela homenagem ao agricultor. É sempre bom ser lembrado positivamente...
    José Carlos

    ResponderExcluir
  2. José Alberto Caram de Souza Dias27 de julho de 2010 15:13

    Caro amigo Richard
    Gostei muito da matéria sobre o dia do Agricultor.
    Veja os anexos desta mensagem que lhe envio. São reportagens do trabalho voluntário do nosso Centro de P&D Fitossanidade que, também voluntariamente, tive a iniciativa e venho coordenando e desenvolvendo, com professores e alunos do ensino básico, fundamental (idade de 8 a 12 anos), sobre educação científica da tecnologia de produção de alimentos, com foco na "Teoria e Prática da Sanidade Vegetal para a Proteção da Agricultura Brasileira".
    O modelo piloto que estamos conduzindo, já há dois anos, tem como sede a Escola Municipal de Primeiro grau Profa. Jamile Caram de Souza Dias, na cidade de Limeira.
    A diretoria dessa escola, Profa. Silvana, nos informa e tenho a honra de lhe convidar, para os trabalhos que serão realizados amanhã, por volta das 3 horas da tarde. Estaremos realizando a colheita de batata (minituberculos) dos experimentos desenvolvidos pelos alunos que participaram desse projeto.
    A Profa. Silvana e eu gostaríamos de contar com sua presença para prestigiar mais esse momento de demonstração da importância de levar ciência e educação da sanidade na agricultura no nível de ensino fundamental.
    Pedimos sua autorização para lermos esse texto do Dia do Agricultor, que você publicou no seu blog. Se você estive lá, pedirei que você faça a leitura. O que você acha?
    Aproveito para contar-lhe que voltei no dia 19 de viagem à Europa (apresentei 2 trabalhos no congresso Europeu de virologistas de batata: EAPR-VIROLGY 2010, ocorrido de 4-9/07 em Hamar na Noruega (anexo os trabalhos que apresneti no congresso), depois do congresso, em companhia de representante do bataticultor Sergio Soczek&Família (situados em Araucária,PR e Sta.Juliana,MG), visitamos produtores, empresários e professores nas diversas área da bataticultura, tais como Porf. Roland Silvgald (pesquisas de monitoramento de insetos vetores de viroses para controle e certificação de batata-semente livre de vírus, na Universidade de Uppsala, Suécia); Dra. Kristine Topp (geneticista de batata na Noruega); Grupo Danespo (melhoramento e produção de batata-semente na Dinamarca) e SASA (Centro de pesquisas e quarentena de batata e outras espécies na Escócia).
    Ninguém melhor do que você sabe que nosso "BRAZIL" tem na agricultura e no agronegócio o sustentáculo maior da nossa prosperidade como cidadão. Fica nítido o reconhecimento e consciência desse valor e patrimônio natural (concessão Divina) que colegas dos países do Hemisfério Norte, mais tradicionais na agricultura e mais desenvolvido técnica e cientificamente têm nesse contexto.
    Espero te ver amanhã às 3 da tarde em Limeira (me ligue de dia ou em casa à noite)
    Abraço do amigo que o estima e admira
    José Alberto Caram de Souza Dias (Eng. Agr. PhD)
    APTA-Instituto Agronômico de Campinas (IAC).

    Resposta do blogueiro:
    Caram,
    obrigado pelo carinho, e parabéns pelo seu trabalho. Lamentavelmente não poderei estar presente, e não faltarão oportunidades no futuro, mas desejo a vc sucesso no evento com os garotos. A leitura do texto para os garotos será uma honra para nós, Mairson Santana e eu, já que fiz apenas uma modesta contribuição ao texto.
    Grande abraço!
    Richard Jakubaszko

    ResponderExcluir
  3. Luiz Fernando Ferraz de Siqueira27 de julho de 2010 15:49

    Richard, eu agradeço.
    Que profissão sofrida esta, não é verdade ?
    Luiz Fernando Ferraz de Siqueira
    Usina São Fernando
    Dourados

    Resposta do blogueiro: é verdade meu caro, mas jornalista e blogueiro também têm seus achaques...

    ResponderExcluir
  4. Prezado Richard
    Muito bom.
    Scot
    engenheiro agrônomo
    Scot Consultoria

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", no "Selecionar perfil' e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.