sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Tentou fumar no avião e foi amarrado pela tripulação

Richard Jakubaszko   
Tentou fumar e foi amarrado...
Alemão teria agredido comissários e foi detido assim que o avião pousou em seu destino final, a Austrália.

Um homem foi contido e amarrado pela tripulação de um voo da Emirates que fazia a rota entre Cingapura e Brisbane (Austrália) no início deste ano, porque teria tentado fumar várias vezes a bordo.

O passageiro, com cidadania alemã, identificado como Mathias Jorg, de 54 anos, está detido na Austrália e já foi ouvido por um juiz que analisa o caso. Ele foi preso assim que o voo EK432 pousou em solo australiano, por volta de 1h da madrugada.

Jorg responde agora por três acusações: fumar numa aeronave, agredir a tripulação e prejudicar o trabalho de comissários de bordo. Ele será libertado de forma condicional se entregar seus passaportes às autoridades locais. Uma nova audiência está marcada para o dia 10.



COMENTÁRIOS DO BLOGUEIRO:
O tal do comportamento politicamente correto é uma praga internacional, e o cigarro tornou-se o mais novo refém desse modismo. Como fumante que sou, fico indignado, revoltado mesmo, com as exacerbadas regras de restrições e proibições ao fumo. Essas manifestações de repúdio aos fumantes são semelhantes às agressões de racismo sofridas por minorias étnicas ou com opção sexual diferenciada, pela forma com que sujeitam os fumantes, seja por colocarem estes em situação vexatória, como se fossem criminosos, ou doentes portadores de males contagiosos, seja pela humilhação imposta, da qual o alemão acima, um tabagista dependente, é só um exemplo.

Na Europa é possível fumar em aeroportos, em cubículos isolados, especialmente projetados para eles, sem que se perturbe os não fumantes.
A questão cômica da situação é que enquanto as críticas antigas eram apenas de que o cigarro "perfumava" os vizinhos, o cigarro conseguiu sobreviver. Mais recentemente, as críticas incorporaram a figura do "fumante passivo", que poderia desenvolver doenças, aí o politicamente correto desembestou e ficou fácil aos inimigos do tabaco obterem as proibições.

Como se andar nas ruas de qualquer cidade brasileira fosse mais saudável do que ficar perto de um fumante, tendo em vista o enxofre emitido pelos motores a diesel de ônibus, caminhões e vans de mauricinhos perfumados da alta classe média.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.